Starbucks inaugura loja operada por pessoas da terceira idade

A Starbucks resolveu ir além das discussões sobre a importância da inclusão social de pessoas mais velhas.

A empresa acaba de inaugurar uma loja no México totalmente operada por pessoas entre 60 e 65 anos de idade.

Essa é uma oportunidade de inclusão social para quem está fora do mercado há algum tempo. Mas quer no entanto manter sua cabeça ocupada e ganhar uma renda para complementar a aposentadoria.

O projeto surgiu através de uma parceria com o Instituto Nacional para Pessoas Idosas (INAPAM) do país. A Starbucks assinou um contrato de vínculo empregatício com o Instituto em 2013.

A loja situada no distrito de Coyoacan, na Cidade do México. Além dos benefícios regulares, os 14 funcionários, entre baristas, supervisores e especialistas em café, ou “coffee masters”, recebem benefícios adicionais. Como aumento no seguro médico total, dias extras de folga e um turno de trabalho de seis horas e meia.

“Levamos dois anos para chegar ao melhor modelo para contribuir com a comunidade de idosos no México. Abrir as portas de nossas lojas para baristas seniores não foi uma meta, foi um ato de congruência com a filosofia de inclusão da Starbucks”, disse Christian Gurria, diretor da Starbucks México.

A Starbucks México pretende empregar 120 idosos até o final de 2019. Segundo a empresa, essa força de trabalho traz vantagens para o grupo de colaboradores como um todo: ajuda no desenvolvimento das equipes com sua experiência e também diminui a rotatividade do quadro de funcionários.

E aqui no Brasil?

Por aqui, a rede ainda não tem planos de abrir uma loja operada apenas por funcionários acima dos 60 anos de idade. Porém, a Starbucks Brasil disse em um comunicado para o Instituto Longevidade “seu compromisso de criar uma cultura que valorize e respeite a diversidade e a inclusão de seus ‘partners’, como chamamos os funcionários”.

Fonte: Papo Reto



Facebook

Quer mais histórias? Click »