Sobrevivente de cancêr reencontra seu Husky roubado

Recentemente, um cão leal se reuniu com sua pessoa favorita, que nunca parou de o procurar, embora ele estivesse desaparecido há dois anos. A história de como eles conseguiram se encontrar novamente é nada menos que épica.

Facebook – Ana Campos

O husky entrou pela primeira vez na vida de Kameroun Mares no momento em que ela mais precisava de amor e companheirismo. Mares estava sendo tratada para leucemia linfoblástica aguda. Foi logo após a quimioterapia, no verão de 2013, que ela conheceu o jovem cão e decidiu fazer dele parte de sua família.

O patudo foi chamado de de Semper Fidelis, “Sempre fiel” em latim. “Ele sempre foi fiel a mim”, disse Mares. Mas, por mais fiel que Semper fosse, algo ainda conseguiu separar Mares e seu amado cão.

Facebook – Ana Campos

Em 2016, Mares teve que ir para a Califórnia, para receber novos tratamentos médicos e sua colega de quarto concordou em cuidar de Semper. No entanto, Mares recebeu um telefonema que ela nunca esperava. “Fui informada que ele estava desaparecido”, disse Mares.

Apesar de estar na Califórnia, a mulher continuou procurando por seu cachorrinho. Mares ligou para vários veterinários e grupos de resgate, recorreu ao Facebook e fóruns de cães, mas sempre sem sucesso. Foi quando Mares decidiu pedir ajuda. Ela pediu uma investigadora particular, Ana Campos, para ajudar a rastrear seu amado cão.

O reencontro

Campos descobriu que alguém havia adicionado um novo nome ao Chip do pequeno Husky e que ele estava à venda na Craigslist. Felizmente, no outro dia, Semper se reuniu com Mares e ambos ficaram emocionados. Mares começou a chorar de alegria e Semper ficou tão excitado que não conseguiu parar de pular.

Facebook – Ana Campos

“Ser capaz de desempenhar um papel nesta reunião e estar presente foi um dos melhores dias da minha vida”, disse Campos.

Semper está se acomodando muito bem, fazendo longas caminhadas em torno de seu novo bairro na Califórnia. “Ele ainda se lembra dos comandos e truques que ensinei”, disse Mares.

Facebook – Ana Campos

“Eu o vejo como uma extensão de mim e do meu coração”, disse Mares. “Estou feliz por tê-lo de volta em meus braços.”

Apesar do susto, acabou tudo em bem para a família amorosa. Compartilhe essa história emocional com seus amigos e familiares!

Fonte: The Dodo

Facebook

Quer mais histórias? Click »