Rapaz salva cão que era maltratado pelo vizinho e agora é acusado de cometer um crime

Muitas pessoas permanecem indiferentes aos atos de injustiça cometidos contra seres inocentes. Mas isso não é aceitável para um homem que hoje enfrenta as autoridades de seu país apenas para fazer o bem.

É o argentino Gastón Sosa, de 25 anos , que agora pode ser acusado de infringir as leis.

Mesmo se você fizer isso por uma boa ação, pode pagar muito caro.

Gastón aceita o crime e não se arrepende de nada. Pois considera que tudo se justifica: ele só queria salvar um cachorro abusado por seu vizinho.

Gastón mora em Las Misiones e ao perceber os maus-tratos e abandono sofridos pelo cachorro de seu vizinho, não conseguiu cuidar de seus braços. O cão em questão é um touro pitt ao qual o dono mantinha amarrado o dia todo com uma corrente, não fornecia comida suficiente.

Além disso, o animal apresentava problemas de saúde.

O menino não suportou presenciar esta injustiça e repetidamente pediu ao vizinho que lhe desse o animal para lhe dar uma melhor qualidade de vida. Pois era evidente que ele não poderia tê-lo e apenas o fazia sofrer.

Apesar do pedido gentil, o sujeito recusou repetidamente.

Incapaz de suportar a situação, morando perto de um animal abusado, Gastón decidiu gravar um vídeo no qual explicava a situação. E nesse mesmo pedia ao vizinho que entregasse o cachorro.

O clipe foi compartilhado nas redes sociais e se tornou viral. Muitas pessoas aplaudiram sua vontade de ajudar e não ficar de braços cruzados diante do impacto.

Seu rostinho queixoso explica a dor pela qual este cachorro passou.

Depois de ver a situação, Gastón decidiu agir e fazer justiça com as próprias mãos. Este jovem não ameaçou a vida de ninguém, mas invadiu a propriedade privada e roubou o pittbull sem o consentimento do “proprietário emblemático”.

Tudo isso deixou o menino em um conflito legal.

Com o desaparecimento do cachorro, o dono soube imediatamente que Gastón era o responsável. E uma semana depois o ato heróico do argentino teve um desfecho polêmico.

“A Polícia veio à minha casa com o veterinário da força e disseram-me que a culpa era minha pelo que fiz e disse-lhe que não tinha problema. Que se tiver de ir para a prisão irei, continuarei a ser feliz porque o cachorro vai ficar mais do que bem ”. Disse Gastón a um meio de comunicação local.

As autoridades não levaram o cachorro dele, então a visita só poderia ter sido para intimidá-lo. No entanto, Gastón procurou o conselho de um advogado e foi informado de que poderia apresentar queixa e ser multado pelo furto.

O assunto gerou polêmica na comunidade e também nas redes sociais, onde se desencadeou uma onda de solidariedade com o menino. Algumas pessoas o estão ajudando com o apoio de Kaiser, o pit bull resgatado. E, quanto à situação jurídica, teremos que aguardar como as autoridades procedem.

O rapaz não agiu da melhor maneira mas foi a sua forma de fazer justiça. Torcemos para que tudo se resolva da melhor maneira para o jovem. Compartilhe esta história e diga-nos a sua opinião sobre este caso, o que teria feito no lugar dele?

Fonte: Zoorprendente

Veja também;

Facebook

Quer mais histórias? Click »