Homem racista entra em um bar. Mas não estava preparado para o que aconteceu em seguida…

Apesar de o nosso mundo estar cada vez mais desenvolvido a nível das tecnologia, os direitos humanos continuam sendo desrespeitados. Ainda existe muita discriminação na nossa sociedade, e o homem que vamos mostrar é um exemplo disso. Mas quando esse racista entra em um bar, não podia imaginar o que estava prestes a acontecer!

Racista entra em um bar

“Um homem racista resolve entrar em um bar para tomar algumas bebidas. O bar estava cheio, e ele olha em seu redor e vê um negro sentado na esquina.

Com raiva, o racista vai direto ao balcão, e grita para o empregado:

– Vou pagar uma rodada para todos, menos para o negro que está no canto.

Toda a gente aplaude e grita de alegria pelo gesto do homem. Quando o racista está pagando sua última bebida, o negro se aproxima e diz:

– Olá, muito obrigado!

O racista fica um pouco perturbado com sua presença, mas não presta muita atenção para ele. Na tarde seguinte, o mesmo homem volta de novo ao bar, e vê o mesmo negro sentado na esquina. O racista vai de novo ao balcão, e grita:

– Nessa noite, pago 2 rodadas a todos, menos ao negro sentado naquela esquina.

Toda a gente fica contente e admira a generosidade do racista, apesar de seus atos discriminatórios. Quando ele acaba de pagar todas as bebidas, o negro se aproxima dele e diz:

– Olá, muito obrigado, a sério!!

O racista coça a cabeça intrigado, e diz para o barman:

– Podes me dizer por que é que quando eu pago uma rodada a todos os clientes menos ao negro, ele vem me agradecer?!

Então, o empregado responde:

– Sabe, ele é o dono desse bar…”

A isso se chama karma instantâneo. Sem dúvida uma lição de vida para todos nós, racistas ou não. Não devemos tratar mal nem magoar os outros, por que tudo o que fazemos recebemos em dobro. E esse homem é a prova disso… ele pensou que estava excluindo o homem negro, quando na verdade estava fazendo ele lucrar!

Compartilhe essa lição com seus amigos e familiares.

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »