Professor adota aluno órfão para ajudá-lo a conseguir transplante de rim

Um menino de 13 anos vivia uma das situações mais difíceis pelas quais uma pessoa pode passar, mas tudo mudou quando alguém resolveu lhe estender a mão. O benfeitor, neste caso, foi o professor de matemática do garoto. E essa é a história de amizade mais emocionante que você vai ler hoje.

Mesmo muito jovem, Damien enfrenta “problemas de gente grande”. Ele sofre de Glomeruloesclerose Segmentar e Focal, doença que pode causar insuficiência renal e que exige ele passe por 12 sessões diárias de diálise. E o que complicava ainda mais a situação do garoto eram as suas condições de moradia. Damien era adotado, e ia de casa em casa sem parar, fator que contribuía para diminuir consideravelmente as suas chances de conseguir um transplante.

No início do ano letivo, o menino conheceu Finn Lanning, seu professor de matemática. Semanas depois ele foi levado para viver no hospital novamente, pois mais uma família não poderia ficar com ele.

“Quando você mora em um hospital, é muito difícil você entrar numa lista de espera para um transplante, porque não ter um lar é considerado um fator de risco”, Finn explicou.
Sensibilizado com a situação do aluno, o professor decidiu ir além para ajudar o jovem, e o adotou para que ele possa finalmente entrar na lista.

O ato generoso do professor foi responsável por oferecer novas perspectivas a Damien. O menino agora aguarda ansiosamente por seu novo rim, e nós ficamos na torcida por ele.

Fonte: Conti Outra

Facebook

Quer mais histórias? Click »