O Groomer mais doce do mundo foi filmado a dançar com cachorro de cliente

Experiências novas, sempre nos deixam ansiosos. Todos nós sabemos que os nervos atrofiam nossos músculos e mente. Isso também acontece com nossos amiguinhos de 4 patas. Uma situação nova, faz com que fiquem tensos e inquietos. Essa história, conta-nos a forma mais carinhosa e criativa de alguém que dedica seu tempo a tratar de nossos cachorrinhos, arrumou para combater esse nervosismo.

Para alguns cachorros, receber um tratamento profissional de banho e tosquia, pode ser uma experiência aterradora.

O argentino Luis Antonio Caballero, com 58 anos e sua esposa, gerem a loja PetShop Perrito Feliz. Ele encontrou uma forma muito mais divertida, de realizar seu trabalho com os cachorrinhos e pôr de lado o stress dos banhos e tosquias. Com certeza, ele é um daqueles excepcionais que adora o que faz!

Facebook - PetShop Perrito Feliz‎
Facebook – PetShop Perrito Feliz‎

Uma camera, apanhou um dos vários momentos hilariantes de Luis em seu trabalho.

“Eu me afasto para fazer um pouco de chá, e quando volto encontro Luis dançando”, ” Ele não se apercebeu de minha presença, por isso eu tirei meu celular e comecei gravando. Isso é apenas um dia normal por aqui” afirma sua esposa.

Para além de seu excelente trabalho, com sua higiene e corte de pêlo, pode até ser uma surpresa para muitos, o afeto e carinho de Caballero com os cachorrinhos. Esse homem, dedica seus tempos livres a resgatar cachorros na rua, dando para eles em primeiro lugar, um belo tratamento em sua loja e em seguida, casa e família acolhedora.

Facebook - PetShop Perrito Feliz‎
Facebook – PetShop Perrito Feliz‎

“Nós somos uma família que se dedica aos cachorrinhos. Ele os ama e esse amor é reciproco!”

Facebook - PetShop Perrito Feliz‎
Facebook – PetShop Perrito Feliz‎

Tem gente que dá o melhor de si, que se dedica aos outros, simples assim! Gente que sabe o que é amar o outro, mesmo não sendo da mesma espécie.

Que história mais linda, não acha? Compartilhe com seus amigos e familiares.

Facebook

Quer mais histórias? Click »