Morador de rua usa dinheiro de esmola para comprar comida para cães em Goiânia

Ao ver quase todos os dias a mesma cena se repetir, o gerente de segurança Damasceno Júnior, de 46 anos, resolveu filmar quando o morador de rua Isaías Lourenço, de 50 anos, usa o dinheiro que ganha de esmola para comprar comida para os dez cães que vivem com ele. A ação de compartilhar o pouco que ganha com os bichos comoveu o funcionário.

“É um ato de generosidade e amor com os cães. Aquilo me tocou. Pensei: ‘Vou fazer um vídeo para divulgar a situação dele e para as pessoas o ajudarem’.”, contou Damasceno.

https://www.youtube.com/watch?v=QPbLTO3q2Bw

O vídeo foi gravado na última quinta-feira (21), na porta do supermercado que Damasceno trabalha há 14 anos, na Avenida Anhanguera, no Setor Aeroporto. Segundo o gerente de segurança, o morador de rua ia quase diariamente ao comércio, por volta das 7h. Após Isaías ficar um mês sem aparecer no supermercado, Damasceno resolveu filmar a cena.

Na gravação, os cães aparecem, praticamente em fila, na porta do comércio, à espera de Isaías. Assim que ele aparece, os animais se aproximam para ganhar comida. No caso, pão com mortadela.

O vídeo ganhou repercussão nas redes sociais. Até as 16h30 de segunda-feira (25), ele já tinha sido curtido por mais de 26 mil internautas e compartilhado 100 mil vezes. Apesar de toda repercussão, Damasceno pontuou que apenas uma pessoa realmente ajudou Isaías.

“Vivemos num mundo de pessoas individualistas, as pessoas querem ser servidas, não querem servir. Não basta falar, tem de fazer também”, ressalta o gerente.

Casa embaixo da ponte

Isaías mora embaixo da ponte da Avenida Anhanguera sobre a Marginal Botafogo, em um quarto protegido por paredes de papelão. Ele conta que vive nas ruas há 10 anos.

“Eu sou feliz, graças a Deus. O que eu preciso mesmo é ter uma casa para poder ir com meus cães”, diz Isaías.

Atualmente, ele cuida de 10 cães. A vontade dele é de conseguir resgatar 100 animais.

“Se ganho uma marmita, a carne é deles o resto é meu. Eu fico sem comida, mas não deixo eles sem. Não abandono eles por dinheiro nenhum nesse mundo. Eles são anjos”, diz Isaías.

Fonte: G1 Globo

Facebook

Quer mais histórias? Click »