Menino de doze anos morre em incêndio ao tentar salvar seu cãozinho

As causas do incêndio na residência que fica em Kentucky (EUA) ainda estão sendo investigadas. Mas suspeita-se que possa ter sido causada por um curto circuito em uma lâmpada deixada acesa por acidente.

Além do menino de 12 anos, Hunter, moravam na casa seus pais e uma irmã de 5 anos. Eles teriam conseguido fugir do incêndio quebrando uma janela e escapando por ela, conta o Departamento de Polícia do Condado de Pulasky. Mas o garoto teria retornado à casa ao perceber que o cãozinho não havia conseguido sair.

Quando a equipe da emergência chegou ao local, já era tarde demais para Hunter.

Seu corpo foi encontrado em um dos quartos dentro da casa. Além de Pugley, três outros cães morreram no incêndio.

A mãe de Hunter, Ashley, teve intoxicação por fumaça e foi levado em estado de emergência ao hospital.

Em seu obituário consta que ele voltou por amor ao seu cãozinho e não conseguiu e agora eles “estarão, os dois juntos, ao lado de Jesus”, contam seus pais, Ralph Tyrone e Ashley Denney Wesley.

Coração de ouro

Os pais descrevem Hunter como um garoto de sorriso fácil e que adorava conversar. “A coisa que ele mais amava era o seu cãozinho Pugley. Mas ele também adorava jogar seu jogo de videogame favorito, Fortnite. Ele era um garoto muito inteligente, amoroso e generoso que tinha um ótimo senso de humor e um coração de ouro”, contam eles.

Hunter com os pais e a irmã mais nova, Tylee | Foto: Reprodução / Facebook

Segundo os pais, Hunter adorava brincar de pega-pega com sua irmãzinha, Tylee e seu primo, Logan. Ele estava sempre brincando e fazendo as pessoas rirem: “ele foi muito especial para todos” concluem emocionados.

Os bombeiros da região contam que combateram o fogo por seis horas, o caminhão tanque de água chegou ao local as 4:40 da madrugada e a casa estava totalmente engolida pelas chamas conforme relato dos oficiais presentes no local.

“A presença de ventos fortes ajudou a espalhar o fogo”, afirma o chefe dos bombeiros responsável, Josh Chief Whitis.

Casa após o incêndio que durou mais de seis horas | Foto: WLEX

Apesar da infelicidade da tragédia e da pouca idade de Hunter, ele nos deixa um legado de amor e sacrifício imenso, que ficará registrado e será lembrado como um exemplo de dedicação e coragem raramente visto e amplamente admirado.

Uma lição de lealdade para com seu companheiro Pugley, alguém tão importante para ele quanto a própria vida.

Fonte: ANDA

Facebook

Quer mais histórias? Click »