Homem passa a noite no carro após o hotel negar quarto devido ao seu cão de apoio

David Cornelius, um veterano da Guerra do Vietnã, tinha várias deficiências relacionadas ao serviço, o que o tornou dependente de sua fiel cachorra de assistência, Juliana. Ele teve um choque grosseiro quando foi recusado em um hotel em Bentonville por causa de Juliana.

O hotel declarou uma política de não-animais como uma desculpa, e ordenou a sua equipe de segurança para expulsar David às 3 da manhã. As tentativas de David para explicar a equipe sobre Juliana não ser um animal de estimação, mas um cão de serviço, não foram ouvidas. Eles passaram o resto da noite no carro de David.

A Lei dos Americanos Portadores de Deficiências (ADA) especifica claramente que um animal de serviço treinado usado para ajudar em uma deficiência não pode ser impedido de entrar em um hotel, a menos que “se comporte de maneira inaceitável”. Mas no caso de Juliana, ela foi impedida de entrar, mesmo quando David se ofereceu para mostrar a papelada.

Sabemos que certas pessoas fazem mau uso da lei, mas para as deficiências de David, é uma vergonha ver um veterano como ele sofrer por causa de pessoas que estão mal informadas ou não estão dispostas a seguir a lei. Esperamos que isso chegue às pessoas e espalhe a conscientização sobre as diretrizes da ADA sobre cães de serviço.

Fonte: I Love My Dog

Facebook

Quer mais histórias? Click »