Homem e burro choram de alegria enquanto se reúnem após quarentena na Espanha

Nos últimos dois meses, Ismael Fernández esteve trancado em casa na Espanha, incapaz de ver sua família por causa da pandemia.

Mas lá, na zona rural próxima, onde o irmão de Fernández mora, havia outra pessoa que estava com saudades – um amado burro de estimação chamado Baldomera.

E é claro que ela sentiu o mesmo.

Normalmente, Fernández visita seu irmão e Baldomera (Baldo, abreviado) uma vez por semana. Eles gostam de passear juntos pelas colinas e simplesmente passar um tempo um com o outro. A quarentena, infelizmente, colocou essa doce rotina em espera. 

No início desta semana, no entanto, o bloqueio na Espanha finalmente começou diminuir.

“Muitas pessoas queriam ir a bares, mas eu queria visitar meu burro. Sentia muita falta dele”, disse Fernández ao The Dodo. “A primeira coisa que fiz foi vê-lo.”

Ao chegar à fazenda da família, Fernández chamou o nome de Baldo e ele veio correndo – levando a uma reunião emocionante, cheia de emoção para os dois.

“Comecei a chorar. Fiquei muito feliz em vê-lo”, disse Fernández. “E quando ele me viu, começou a chorar. Nunca ouvi esse som dele antes. Ele chorou comigo. Nós choramos juntos.”

Aqui está o vídeo desse momento emocionante:

No me da vergüenza que me oigáis llorar, porque aquí está una de las demostraciones de amor más incondicionales que existen. La de la mi burra y amiga BALDOMEREEEEEEEERA al verme después de dos meses (aviso a sensiblones como yo: ella también llora)Y yo venía todo el camino a Él Borge preparándome por si no me reconocía…

Posted by Ismael Fernández on Monday, May 18, 2020

A alegria deles foi esmagadora – e nos dias que se seguiram, Baldo raramente saiu do lado de Fernández.

“Acho que meu irmão está com um pouco de ciúmes. Ele está aqui o tempo todo, cuidando muito bem dele, mas agora ele está muito mais feliz”, disse Fernández. “Ela só quer ficar comigo.”

Ainda assim, ele e Baldo foram gentis o suficiente para incluir seu irmão em suas caminhadas.

O tempo que Fernández passou em quarentena apenas fez seu amor por Baldo se aprofundar – e a reunião deles prova o que ele sempre soube: ele o ama da mesma forma.

“Animais como Baldo têm um coração. Animais têm sentimentos. Os animais sentem o que você sente. Eles simpatizam conosco”, disse ele, acrescentando que, para as pessoas na vida de Baldo, ele é mais do que apenas um animal de estimação. “Para nós, ele é da família.”

Fonte: The Dodo

Facebook

Quer mais histórias? Click »