Homem desafia a radiação de Fukushima para cuidar dos animais abandonados por lá

Pub

Em 11 de março de 2011, um tsunami provocado por um terremoto de magnitude 9,0 causou a destruição de parte dos reatores da Central Nuclear de Fukushima, no Japão. O que liberou radiação, apresentando riscos sérios aos moradores da região.

Localizada a poucos quilômetros da planta, mais de 57 mil pessoas foram evacuadas da pequena cidade de Tomioka. Naoto Matsumura, de 55 anos, foi para a casa dos seus pais, deixando para trás seus cachorros. Mas ao entender as proporções do desastre, o mais grave desde Chernobil, em 1986, Matsumura decidiu burlar as regras de segurança e voltou. 

Ele não suportou a ideia de abandonar os animais à própria sorte em uma cidade vazia.

A evacuação imediata fez com que as pessoas deixassem seus bichos. Talvez pensando que em breve poderiam voltar. Contudo, ao retornar para Tomioka, Matsumura percebeu que não eram apenas os seus cachorros que estavam famintos e com sede. Com a ajuda de doações externas, hoje ele cuida e alimenta diversos cães, gatos, porcos, vacas, avestruzes e até mesmo um pônei.

Eles não conseguiam esperar. Então eles se juntavam e começavam a latir sem parar toda vez que ouviam meu carro. Todos os lugares por onde eu ia havia latidos“, contou ele à revista Vice.

A fome chegou a matar mais de mil cabeças de gado na região. E transformou as ruas desertas em um grande cemitério. Segundo ele, o silêncio era tão intenso que o único barulho que se ouvia eram as moscas sobre os animais mortos.

Pub

Desde então, Matsumura vive por lá, cuidando dos animais. E sem se preocupar com a quantidade alarmante de radiação que está recebendo. Segundo médicos japoneses que o examinaram, o nível de radiação presente no corpo de Matsumura é 17 vezes maior do que o máximo saudável para um humano.

Mas eles também me disseram que eu não ficaria doente por mais 30 ou 40 anos. Até lá eu já devo ter morrido, de qualquer forma, então eu não me importo“, afirmou.

A incrível história deste homem foi contada no documentário “Alone in the Zone” (“Sozinho na Zona”, em português), o qual você pode assistir logo abaixo:

Pub
原発20キロ圏内に生きる男 - Alone in the Zone
Pub

Fonte: Hypeness

Facebook

PODE GOSTAR TAMBÉM