Homem cortador de cana se forma em Medicina

O estudante pernambucano Wellington Gomes passou a vida trabalhando como cortador de cana de açúcar no interior do estado. Ele fazia isso para ganhar a vida e para ajudar no sustento da família. Com muito esforço e auxílio familiar, ele prestou vestibular para a Faculdade Pernambucana de Saúde da Universidade de Pernambuco  – FPS/UPE e foi aprovado no curso de Medicina, seu sonho de vida.

“No ensino fundamental, eu estudava à tarde e um ônibus da Prefeitura ia lá [no engenho] buscar a gente [para a escola]. Só que no ensino médio, passei a ter dias alternados, eram dois dias semi-integrais e nos outros dias era só de manhã, aí a gente tentava conciliar [os estudos com trabalho] assim”, conta o jovem que, hoje, está prestes a se formar e fez questão de compartilhar a sua vitória nas redes sociais.

Ele continua o relato: “Trabalhamos até mais ou menos 16h em um lugar chamado Engenho São Pedro e com o dinheiro pagamos o boleto do ssa e um papel de energia. Foi o dia todo. Sofrido. Foi um dos primeiros momentos em que acreditaram em meu sonho. Eu sou o resultado de muita determinação. Mas também de uma soma de esforços de diversas pessoas, como meu querido pai, que sempre acreditaram em meu potencial”, relatou o estudante.

Por fim, ele acrescenta estar muito feliz com o sonho realizado e espera poder motivar outros jovens de origem humilde a conseguirem também.

Wellington e o pai, que tanto o apoiou nos estudos. - Foto: reprodução Instagram
Jovem cortador de cana de açúcar realiza o sonho de se formar em Medicina após anos de luta.
Facebook

Quer mais histórias? Click »