Homem adaptou sua humilde casa para que cão deficiente que adotou possa se mover sem dor

Neste mundo cada vez mais agitado e complexo, muitas vezes esquecemos as carências e sofrimentos dos outros. Concentrando-nos nos nossos próprios problemas e tentando ir a um ritmo que às vezes nos nega a possibilidade de ver que  nem todos têm as mesmas oportunidades .

Muitas vezes as pessoas que têm menos são aquelas que mais oferecem e nos mostram que o verdadeiro valor de alguém está na grandeza do seu coração.

Às vezes, as pessoas que têm menos compartilham mais.

Seu Cido é um homem de 62 anos que vive em extrema pobreza, mas isso não o impediu de dar uma nova oportunidade a um cachorrinho indefeso que foi abandonado pelos donos após ficar incapacitado.

Apesar de viver em condições precárias, fez todo o possível para melhorar a qualidade de vida de seu novo melhor amigo.

Cido resgatou o cachorrinho ao vê-lo rastejando pela rua.

O homem mora em um quartinho em São Paulo, Brasil , junto com Kyoto , seu fiel cachorrinho, tenta encontrar soluções para seus problemas. Tendo como prioridade proporcionar conforto ao cão, que não tem mobilidade nas patas traseiras.

O animal deve rastejar no piso rústico de cimento e areia toda vez que quiser se alimentar ou brincar. Isso causa alguns ferimentos porque o piso não está nas melhores condições.

Sua compaixão e amor pelos animais o levaram a dar ao filhote uma segunda chance.

Diante disso, Seu Cido decidiu fazer um passadiço com materiais que encontrou na rua. Misturando diferentes tipos de ladrilhos criou um espaço único para o seu cachorro , desta forma, ele pode engatinhar com mais facilidade.

A comovente história de Seu Cido e seu adorável bichinho chegou aos ouvidos da ativista Luisa Mell, que entrou em contato com o homem e conseguiu fazer uma campanha de doações para Seu Cido e seu cachorrinho.

O filhote agora pode se mover sem se machucar.

Graças à contribuição de muitos amantes dos animais, Kyoto, foi transferido para um centro veterinário onde puderam avaliar seu estado, além de sua deficiência. o cão está saudável e forte graças ao cuidado de um homem que apesar de ter pouco, dá tudo que tem que ver quem tanto ama feliz.

Seu Cido agradece imensamente a gentileza de pessoas da fundação, como aquelas que doaram para financiar a alimentação de seu fiel amigo. Sem dúvida, juntos podemos alcançar a mudança que queremos ver.

Histórias como essa nos emocionam, e nos lembram que a compaixão e os gestos de amor quando vêm do coração não só salvam uma vida, mas nos motivam a continuar sendo pessoas melhores.

Que suas ações sejam o melhor reflexo do que vive em seu coração. Compartilhe este gesto de lealdade e amor verdadeiro.

Fonte: Zoorprendente

Facebook

Quer mais histórias? Click »