Garoto de 13 anos abre padaria para dar doces a pessoas carentes

Michael Platt, um garoto de apenas 13 anos aliou a gastronomia à vontade de ajudar a quem precisa.

Hoje ele tem uma padaria caseira que vende doces para pagantes e também para que não pode pagar. Fica em Washington, capital dos Estados Unidos.

A padaria funciona num modelo de negócios um-para-um, ou seja, pra cada produto que um cliente compra, Michael doa outro a uma pessoa carente.

Uma ou duas vezes por mês, Michael viaja de sua casa em Bowie, Maryland para DC, para distribuir guloseimas para crianças, adultos e famílias que viveram violência doméstica e em abrigos para sem-teto.

O negócio

Quando Michael fundou o negócio há dois anos, seus pais contribuíram para comprar suprimentos e fazer as coisas acontecerem.

Agora, a padaria caseira se paga, diz a mãe dele, Danita Platt.

A maioria dos clientes faz seus pedidos pelo Facebook.

Michael criou recentemente um website para o negócio.

Ele vende cerca de 75 bolinhos por mês, sem contar os que ele dá de presente.

Inspiração

Ele só tinha 11 anos quando lançou o negócio chamado Michael Desserts.

O filantropo adolescente também trabalha com a organização sem fins lucrativos No Kid Hungry, com sede em Washington DC, para distribuir seus doces.

“Eu sempre quis ter um propósito para o que eu faço”, disse Michael ao The Washington Post.

Às vezes, Michael admite, ele se cansa de trabalhar na cozinha.

Então ele se lembra do menino sem-teto que ele conheceu uma vez enquanto distribuía bolinhos.

Alguns dias depois, o pai do garoto enviou uma mensagem a Michael no Facebook para dizer que seu filho, encorajado pelo exemplo de Michael, agora queria se tornar um padeiro.

“Isso me inspirou”, disse Michael.

Para ver algumas das criações de Michael ou fazer um pedido, visite o site dele , o Instagram ou a página do Facebook .

Fonte: So Noticia Boa

Facebook

Quer mais histórias? Click »