Fazenda cria animais selvagens para oferecer o serviço de caça esportiva

Os animais são seres vivos maravilhosos que, com a sua existência, enchem o mundo com as melhores amostras de beleza e inocência. Assim como eles têm fãs, infelizmente também têm inimigos, os caçadores; e um indivíduo ainda pior: aquele que negocia com suas vidas. Esta tragédia está acontecendo atualmente em um estranho “parque” na África do Sul .

Crueldade e orgulho arrepiante.

Não é segredo para ninguém a existência da terrível prática conhecida como caça esportiva; no entanto, o lugar sobre o qual estamos falando excede todos os níveis possíveis de horror. É uma fazenda onde engordam espécies da selva para oferecer um serviço de caça.

Como se fosse um restaurante ou qualquer outro serviço pago, existem “combos” ou preços especiais, dependendo do tipo de animal, búfalo, avestruz e até elefante, oferecidos neste clube da morte.

Por um mínimo de 200 dólares, eles podem acabar com a vida de um animal bonito como este:

200 dólares é o custo mais baixo para acabar com a vida desses seres indefesos. Até os caçadores são tão covardes e indecentes que ousam posar em fotografias, como “heróis” com os corpos de suas vítimas.

O problema é muito maior quando conhecemos o contexto jurídico sul-africano: não existem leis que proíbam o tratamento indigno de animais selvagens. É por isso que pessoas sem escrúpulos se aproveitam desse vácuo legal para cometer tais excessos.

“Que horror, essas pessoas precisam receber o que merecem, como é possível que essa seja a maneira de se divertir, que são assustadoras e sem coração”, comentou um usuário da Internet, indignado.

Imberba Rakia é o nome da referida “fazenda”. Ela tem uma página oficial onde são publicadas as terríveis evidências de seus negócios cruéis.

650 dólares é o preço de ter a “oportunidade” de tirar a vida de um avestruz. Também existem ofertas que chegam a 12.500 dólares no caso de hipopótamos. Parece que quanto maior e mais exótico o custo é muito maior.

“Por que eles não colocam preços em si mesmos? Os animais não são nenhum tipo de troféu”, disse outro internauta, enfurecido.

De fato, “caça aos troféus” é o nome pelo qual essa prática cruel é conhecida.

Por outro lado, há ativistas que estão trabalhando para expor a crueldade da caça de troféus na África do Sul e em outras partes do mundo, como é o caso de Eduardo Goncalvez, que falou sobre isso.

“Essa caçada é extremamente cruel, precisamos trabalhar muito para acabar com isso com urgência”, disse Goncalvez.

As redes sociais ficaram indignadas com essas imagens perturbadoras. Sem dúvida nos convidam a fazer parte das vozes que reivindicam essas injustiças diante de seres tão maravilhosos que merecem proteção de todos.

Compartilhe essas notícias terríveis entre sua família e amigos. Vamos multiplicar a indignação e, em resposta a essas injustiças, elevar sua voz e defender a vida de todos os animais que habitam nossa mãe terra.

Fonte: Zoorprendente

Facebook

Quer mais histórias? Click »