Estudante faz de ônibus uma clínica móvel para vacinação contra COVID-19

Pub

O aluno da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, André Zanolla, pensou fora da caixinha e orgulhou o Brasil. Ele idealizou a primeira unidade da plataforma O-SI, ou seja, o primeiro ônibus adaptado para combate à Covid-19. O veículo está nas =ruas de São Paulo e virou uma espécie de clínica móvel para vacinação contra o novo coronavírus.

Hoje, o ônibus tem recebido mais de 4 mil pacientes por mês, que não podem ou não querem ir aos postos de saúde por insegurança e medo de contaminação e aglomeração.

O projeto foi realizado em conjunto com a Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e está completando dois meses de trabalho.

Nesse sentido, os funcionários que trabalham no ônibus móvel fazem vacinação, testagem de pacientes e atendimentos de baixa complexidade, como diagnóstico, medicação intravenosa e exame de sangue.

Além disso, o O-SI possui um sistema de câmaras de refrigeração médica de 2 a 8 graus (ºC); é certificado para conservação de vacinas como CoronaVac e AstraZeneca/Oxford. Ele tem capacidade para armazenar até 6 mil doses simultaneamente. Por fim, possui estrutura para a testagem de pacientes para o coronavírus. A exemplo, o RT-PCR, testes rápidos de antígeno e testagem sorológica IgG e IgM.

Pub
Pub

Grande iniciativa!

Ônibus transformado em clínica móvel - Foto: Projeto O-SI / divulgação
Ônibus comum é transformado em clínica móvel para vacinar pacientes contra a Covid-19 em São Paulo
Facebook

PODE GOSTAR TAMBÉM