Este cão escapou ao mercado de carne tailandês para uma nova vida na Itália

São momentos como esse que nos fazem ser como somos. Quando passamos por situações traumáticas e conseguimos dar a volta por cima, nos tornamos mais fortes e seguros de nós mesmo. Nem sempre conseguimos tirar um bom partido das situações, o ideal é juntar as aprendizagens que a vida nos oferece e moldarmos nosso ser da melhor forma.

Soi Dog
Soi Dog

Preso em uma pequena gaiola de arame, o cão assistiu a uma cena de horror acontecendo na frente dele: Dezenas de cães foram abatidos, bem na sua frente. O cão enjaulado tremia de medo pois sabia que estava próximo de sua vez.

Soi Dog
Soi Dog

A polícia e os investigadores da Fundação Soi Dog correram para a propriedade do “carniceiro” perto de Chiang Mai na Tailândia. A polícia acusou o homem de crueldade animal na Tailândia, através da recém-criada “Animal Welfare Act”, bem como o comércio ilegal de carne sob as Doenças Contagiosas.

Soi Dog
Soi Dog

As equipes de resgate libertaram o cachorro da gaiola – ele era o único à esquerda, de modo que o chamaram de Boonrod, que é un nome tailandês para “sobrevivente” ou “aquele que escapou.” A equipe de resgate de Boonrod, levaram ele para o centro de resgate de Soi Dog, na ilha de Phuket. Boonrod estava seguro agora, embora seriamente traumatizado.

Soi Dog
Soi Dog

Ele desejava atenção da equipe, mas quando as pessoas se aproximavam dele, ele se encolhia. Depois de várias semanas de reabilitação, Boonrod aprendeu a confiar nas pessoas novamente, e a equipe Soi Dog postou informações sobre ele em sua página no Facebook.

Soi Dog
Soi Dog

A milhares de milhas de distância em Verona, Itália, Paola Tonussi leu no Facebook o sucedido. Tonussi nunca tinha visitado a Tailândia, mas se dedicou a fazer uma campanha ativa contra o comércio de carne de cachorro, durante vários anos.

Soi Dog
Soi Dog

“Eu imediatamente me apaixonei por Boonrod, ao ver seus belos olhos tristes”, diz Tonussi. “A história dele estava cheia de significado, tragédia e luz. No fim eu sabia que ele tinha que vir para a Itália e ser meu próprio cachorrinho.”.

Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi

Tonussi contatou a Fundação Soi Dog, pedindo para adotar este filhote de cachorro que tinha vivido essa situação traumatizante. A equipe ficou muito feliz, pois, Boonrod iria para uma boa casa. Preparativos feitos, era tempo dele voar para a Itália. “Quando ele chegou em Itália, estava muito cansado por causa da longa viagem que teve de fazer”. “Em casa, meu namorado Nicola e eu só nos focámos em dar toda a paz que precisava para se instalar bem. Nós também o mimámos muito!”

Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi

Tonussi e seu namorado tinham outros dois cães, um chamado Fala, com 15 anos e um de 2 anos de idade chamado Sole. De acordo com Tonussi, demorou algumas semanas para Fala aceitar Boonrod, agora se tornaram melhores amigos. Além de sair com seus irmãos adotivos, Boonrod gosta de passear em Verona, fazer uma soneca em sua caminha após as refeições e relaxar a apanhar sol. Mesmo quando estão 30º lá fora.

Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi

“Eu acho que Boonrod é uma criatura muito feliz e serena, é muito agradecido e nos faz muito felizes também”. “Ele é um cachorro tão bom e manso que todo mundo que o conhece não pode deixar de amá-lo.”

Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi

Toussini, até escreveu um romance intitulado “Boonrod”, que conta a história do passado de Boonrod. “Este cachorro de sorte, por fim, tem um futuro e eu queria dar-lhe um passado”. “Claro que é um romance e os fatos são fruto da minha imaginação, mas Boonrod, o cachorro é uma realidade maravilhosa, em minha própria vida de meu namorado.”

Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi
Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi

“É impossível conceber a vida sem Boonrod”, diz Tonussi. “Eu tenho cachorros e animais que sempre amei em geral, mas Boonrod é algo especial: “Ele é sábio, e eu diria quase filosóficamente, como bem-humorado. Ele poderia ter-se ressentido pelo que passou, mas pelo contrário, sua natureza é tão boa que eu acho que os seres humanos podem aprender com ele. Em suma, nós o amamos daqui até à lua.”.

Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi
Facebook - Paola Tonussi
Facebook – Paola Tonussi

Denuncie casos como esse, e compartilhe já com todas as pessoas que conhece, para acabar com o comércio de carne de cachorro na Tailândia.

Facebook

Quer mais histórias? Click »