Cuba produz vacina contra o câncer de pulmão – mais de 4 mil pessoas já foram tratadas com ela!

Infelizmente o câncer hoje se tornou um dos negócios mais rentáveis como todos sabem.

Laboratórios, empresas, faturam bilhões com essa doença. No entanto nós acreditamos na ciência do bem.

Existem pesquisadores que dedicam a vida para encontrar a cura de doenças consideradas incuráveis.

Exemplo disso é Cuba, onde existe um grupo de médicos e microbiologistas, que com um orçamento muito limitado, desenvolveram a primeira vacina mundial contra o câncer de pulmão – a CIMAvax EGF.

A vacina já foi usada em 4 mil pacientes que sofrem com a doença. E o resultado foi incrível!

A vacina foi capaz entretanto de prolongar e melhorar o tempo de vida dos pacientes. Mesmo com o câncer em estágio avançado.

Para se chegar a fórmula da vacina, foram necessário 16 anos de pesquisa, e o mais importante da vacina é que ela não causa efeitos colaterais graves.

O que chama atenção é que Cuba é considerado um país pobre e subdesenvolvido, conseguiu alcançar então uma vitória expressiva contra a maior doença dos tempos modernos.

Isso levanta uma questão alarmante; porque os gigantes farmacêuticos, com toda a sua força econômica, não chegaram nem perto de algo parecido?

A vacina ataca uma proteína chamada “fator de crescimento epidérmico”, ou EGF, que permite que células cancerígenas do pulmão cresçam. A CIMAvax estimula o sistema imunológico a criar anticorpos que se ligam ao EGF, impedindo que esta proteína alimente as células cancerosas.

A vantagem é que ela poupa a pessoa de se submeter às altas doses de quimioterapia, garantindo mais tempo de vida e com mais qualidade.

O paciente sofre menos falta de ar e as vezes esse sintoma até desaparece após a administração dessa vacina.

Da mesma forma, ocorre com a dor, além disso, a pessoa volta a ganhar peso, melhora o apetite e passa a ter mais energia no dia a dia.

Outros países já estão recebendo a vacina, como na Bósnia, Herzegovina, Colômbia, Paraguai e Peru.

Os cientistas cubanos tem grande esperança de conseguirem tratar outros tumores, como o de próstata, útero e mama.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem no entanto o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Fonte: Papo Reto

Facebook

Quer mais histórias? Click »