Crianças vendem slimes para alimentar cães abandonados

Há algumas semanas, João Gabriel, 7 anos, e a prima Valentina, de 9 anos, tiveram a ideia de montar uma ‘lojinha’ improvisada na frente da casa da avó para vender slimes visando arrecadar dinheiro para alimentar cães em situação de rua em Cordeiro (RJ).

O preço de cada slime varia entre R$ 2 e R$ 5. Todo o lucro será destinado à compra de ração e suprimentos para os cachorros encontrados nas ruas, praças e becos do bairro Santa Tereza e entorno.

“Eu e a mãe de Valentina (Inês), compramos todo material que seria utilizado para a fabricação dos slimes. Daí, eles tiveram a ideia de arrecadar para doar ração aos pets de rua de Cordeiro”, contou Carol, mãe de João Gabriel.

Carol conta que entrou em contato com a ativista Andréia Bianchini, moradora de Cordeiro conhecida por alimentar os cães de rua da cidade, para receber as doações e ajudar na distribuição dos alimentos.

“O mais lindo tem sido ver a população se mobilizando e compartilhando a ação, querendo ajudar”, contou Carol.

O slime é uma espécie de massa de modelar que costuma fazer o maior sucesso entre as crianças. A palavra significa ‘viscoso’ ou ‘pegajoso’.

Fonte: Razões Para Acreditar

  • Se inscrevam no nosso canal para ter informações do mundo dos pets. Clique AQUI.
Facebook

PODE GOSTAR TAMBÉM