Cãozinho é abandonado na rua com mochila, brinquedo e cartão de vacinação

Quem ama, não abandona. Este é um dos princípios fundamentais para qualquer pessoa que deseja adotar um animal de estimação.

Infelizmente, trata-se de um princípio ignorado por muitas pessoas que rejeitam seus cães e gatos todos os dias. Às vezes com resquícios de crueldade ou pura negligência.

É o caso de um cachorrinho encontrado nas ruas de Pasto, na Colômbia. Moradores da região também encontraram uma mochila ao lado do animal; dentro dela havia um brinquedo (o favorito dele!) e um cartão de vacinação.

A dona de casa María de los Ángeles Zambrano assumiu a responsabilidade pelo resgate do cachorro e o acolheu em sua casa.

Curiosamente, o cartão de vacinação tinha o nome do dono apagado. O que a fez pensar que não se tratava de um simples caso de perda.

O poodle branco havia sido abandonado e precisava então de um novo lar adotivo.

A mulher que o resgatou anunciou em suas redes sociais que investigações estão sendo conduzidas para encontrar os responsáveis.

O poodle foi entregue dias depois aos cuidados de um voluntário da ONG Angeles de Cuatro Patas Foundation. Uma instituição que garante o bem-estar de animais abandonados no sudoeste da Colômbia.

Portanto o cachorrinho não pode ser adotado até que todos os procedimentos legais sejam resolvidos.

Com a ampla repercussão do caso, um homem que se identificou como suposto dono do poodle. Ele entrou em contato com o abrigo pedindo para que ele seja ‘imediatamente devolvido’.

María alega que quando um cachorrinho não tem coleira de identificação e está na rua, a guarda vai diretamente para o seu salvador ou um abrigo de animais. Finalmente, ela acrescentou:

“Tememos que a lei devolva o cachorro ao seu suposto dono. Não acreditamos em lágrimas falsas, mas em fatos. Nesse momento o cachorrinho ainda está no abrigo, ele está calmo. Temos medo de que ele volte para as mãos de quem claramente o abandonou”. Lamentou.

Esperamos portanto que tudo se resolva o mais breve, e o cãozinho encontre um lar amoroso para sempre!

Fonte: Catioro Reflexivo

Veja também:

Facebook

Quer mais histórias? Click »