Cão que passou 9 anos trancado em uma garagem conhece o amor em seus últimos anos de vida

O confinamento é uma situação dolorosa e inquietante para qualquer pessoa, aliás, é o mecanismo utilizado pela sociedade para punir quem cometeu um crime grave.

Mas existem outros seres cuja liberdade é retirada desde o momento do nascimento. Como é o caso de um cachorrinho que viveu toda a sua vida confinado nas quatro paredes de uma garagem.

Dick, que após 9 anos, conseguiu deixar o local onde estava detido.

O cão nasceu na garagem de uma propriedade em Maizicourt, na França. E foi mantido trancado lá por mais de 9 anos até ser resgatado.

Nesse espaço sujo e assustador, eles o mantinham amarrado.

Flore, pesquisadora da Fundação 30 Millions d’Amis, lembra com grande tristeza o dia em que conheceu esse peludo. 

“ Fazia um calor sufocante nesta garagem e o cheiro era insuportável. Dick estava encolhido no fundo daquela fossa no chão coberto por camadas de excremento. 

Quando chegamos com um balde d’água, ele hesitou em se aproximar, mas ficou tão apavorado que voltou para a cama no fundo de seu esconderijo ” , disse o salvador.

Para o cão que não conhecia nada além da miséria deste lugar triste, todo o mundo exterior era a causa de um terror imenso.

“Tentamos colocá-lo na coleira, mas ele se recusou a ir em frente. Nós o levamos para o carro, onde ele se aninhou no assento. Ele mal se atreveu a olhar para nós e estava tremendo muito ”, disse Flore no dia do resgate. 

Embora o processo de adaptação tenha sido lento, o cachorrinho conseguiu ser resgatado. E aos poucos foi aprendendo a confiar em seus cuidadores.

A fundação não estava apenas encarregada de resgatar o cão, mas de processar legalmente seu dono, apresentando uma queixa formal à polícia.

O homem merecia pagar por seus abusos.

O proprietário decidiu transferir os cuidados de Dick para a fundação, que levou o peludo para o abrigo Buigny Saint Maclou. No local, a história do cachorro emocionou todos os cuidadores.

“ Dick não conhecia a cor do céu, nunca tinha sentido a grama debaixo das patas, nem mesmo o vento na ponta do focinho. Ele tem um medo terrível de seres humanos. Assim que se aproxima, ele congela e treme ”, explicou Lydie na época, do abrigo Buigny.

Dick foi resgatado em maio de 2017 e passou por um lento processo de adaptação. Infelizmente, seu pequeno coração parou de bater em 2020, mas pelo menos em seus últimos anos ela sabia o que era o verdadeiro amor.

Toda a sua vida ele passou naquele confinamento e não fosse pela intervenção da fundação, seus olhinhos nunca teriam conhecido o sol.

Como Dick milhões de cães têm uma vida tempestuosa, seu relatório pode salvá-los. Compartilhe esta história e ajude a aumentar a conscientização. Nem mais um maltrato.

Fonte: Zoorprendente

Veja também;

Facebook

Quer mais histórias? Click »