Cães e gatos que eram mantidos em gaiolas de passarinho são resgatados em Canoas

Uma operação, deflagrada nesta quarta-feira pela Polícia Civil, resgatou 19 animais domésticos em situação de perigo em uma casa localizada no bairro Mathias Velho, em Canoas. Os policiais salvaram 11 cães e 8 gatos que eram mantidos em gaiolas de passarinhos. Ou amarrados em cordas de pano como se fossem coleiras nos pescoços. A ofensiva foi chamada de Arca. 

De acordo com o titular da 4ª Delegacia de Polícia, delegado Thiago Lacerda, os animais estavam em péssimas condições. Necessitando de acompanhamento médico veterinário, alimentação adequada e higiene. Muitos eram de raça. Dois deles, adultos, e mais quatro filhotes estavam confinados em quartos escuros sem janelas, alimentação ou água. Os animais estavam concentrados nos fundos da moradia, sobrevivendo sobre as próprias fezes. A moradora da casa foi autuada e responderá processo criminal. 

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Mário Souza, explicou que o flagrante ocorreu após recebimento de denúncias de maus-tratos de animais no local. “O valor que esses animais são comercializados não condizem com a situação econômica dos proprietários, crescendo a suspeita sobre a sua aquisição e venda de origem ilegal”, afirmou. 

A ação foi acompanhada por uma médica veterinária da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Canoas. “A avaliação realizada no local é de que os animais estão em um quadro clínico de caquexia, por inanição, ou seja, tão magros que não desenvolveram os músculos”, constatou. Os cães e gatos resgatados foram recolhidos ao Centro de Bem Estar Animal da Prefeitura de Canoas. Além do acompanhamento clínico, eles serão vacinados, medicados e castrados. Após os trâmites administrativos, os animais estarão a disposição para adoção da comunidade.

Fonte: CORREIO DO POVO

Facebook

Quer mais histórias? Click »