Cadela que passou dois anos vivendo em uma corrente na lama e sendo usada para briga de cães é resgatada

Nick e Claire foram para o abrigo da ASCPA “apenas para olhar”, e certamente não planejavam ir para casa com nenhum cachorro, mas tudo mudou quando eles puseram os olhos em Gina.

Gina passou os dois primeiros anos de sua vida forçada a brigas violentas.

A ASPCA foi solicitada a ajudar o NYPD com um mandado de busca para suspeita de um ringue de cães no Bronx. Quando eles chegaram, viram Gina amarrada em uma corda grossa a um barril.

Estava chovendo lá fora, então o leito de terra havia se transformado em lama. Ela estava congelando, tremendo e sozinha.

Quando os socorristas a removeram daquela terrível situação, Gina ficou aterrorizada e não confiava em humanos. Mas podemos culpá-la? Tudo o que ela conheceu foi abuso nas mãos de humanos.

Desde que ela foi forçada a viver fora, ela nem sabia como fazer coisas simples, como subir e descer escadas. O behaviorista disse que seria muito trabalho, mas seus socorristas, junto com Nick e Claire, se recusaram a desistir.

Quando Claire viu Gina pela primeira vez no abrigo, ela se abaixou para dar uma olhada melhor. Quando ela olhou de volta, ela tinha lágrimas nos olhos.

“Então, acho que foi Gina nos escolhendo”, lembrou Nick . “Não havia como sairmos naquele dia sem levar Gina para casa.”

Agora, Gina vai a todos os lugares com eles. Longe vão os dias de uma corrente pesada em volta do pescoço. Isso foi rapidamente substituído por um colar cheio de flores, já que ela era a florista do casamento de Nick e Claire.

O casal adora Gina e vice-versa. Eles são uma combinação perfeita e Gina finalmente se sente segura e amada!

Definitivamente era para ser!

De acordo com a ASPCA, o caso de Gina foi o primeiro caso federal de briga de cães a ir a julgamento na história dos EUA. Seu agressor foi considerado culpado por todas as acusações.

Assista seu resgate e nova vida no vídeo abaixo:

Fonte: I Love My Dog

Facebook

Quer mais histórias? Click »