Cachorro que nunca saiu do cemitério depois que seu dono faleceu agora conforta as pessoas

O cachorro Bobby mora atualmente no cemitério municipal de Roca, localizado na província de Rio Negro na Argentina, que decidiu ficar há três anos lá. Aparentemente, a morte de seu querido tutor teve um grande impacto sobre ele, mas o cachorro mostra que nem mesmo a morte pode separá-lo dele.

Desde então, tem acompanhado o coveiro à tarde, Daniel Cisterna, todos os dias e se tornou seu melhor amigo, companheiro e protetor.

Daniel disse ao Rio Negro:

“Há três anos faleceu o seu dono e desde então nunca mais saiu do cemitério. Ele ficou porque seu tutor está enterrado aqui.

Cãozinho Bobby é muito querido lá, ele tem a sua própria casinha no cemitério. Desde que chegou do carro funerário da pessoa mais importante de sua vida, ele decidiu ficar com os trabalhadores. Os dias se passaram e sua família foi procurá-lo, mas Bobby não mudou de ideia e ficou ao lado do túmulo de seu melhor amigo.

Daniel comentou:

«O cachorrinho ainda estava em cima do túmulo do tutor, não queria ir. Eles o colocaram em um caminhão, mas ele saiu e voltou para o túmulo de seu melhor amigo. Ele não quer ir, ele quer ficar com seu tutor ».

Apesar de muitos esforços, sua família decidiu deixar o cachorrinho, afinal, era o que ele mais queria fazer.

O coveiro diz que há mais cães no cemitério, mas que a lealdade, fidelidade e amor incondicional de Bobby o comoveu muito.

Daniel adicionou:

“Fiquei muito emocionado com o carinho que ele tinha pelo seu tutor, pela sua fidelidade, é algo que eu nunca tinha visto.”

Ambos criaram um lindo vínculo de amizade, e desde que Daniel chega ao cemitério, Bobby o acompanha para fazer todo o seu trabalho.

Se o homem tiver que enterrar, fazer um tour pelo cemitério ou consertar alguns túmulos, Bobby está sempre ao seu lado, como qualquer amigo faria. Cada vez que ouve a motocicleta de Daniel, ele vem até a porta para cumprimentá-lo e, ao sair, o acompanha até a saída e volta para casa.

Mas o mais surpreendente sobre Bobby é que, quando se trata de funerais, ele desenvolveu um papel no qual apoia as pessoas que estão lá.

Quando Daniel realiza um enterro, o cachorro deita-se ao lado da família enlutada e fica parado observando o ritual.

Daniel disse:

“Parece que ele entende sua dor.”

No final, as pessoas se emocionam com o gesto do cachorro, perguntam sobre ele, acariciam e se tornam uma espécie de terapeuta emocional. Daniel acaba contando a emocionante história do cachorrinho para as pessoas, que ficam realmente chocadas com sua lealdade ao dono.

«O cão escolheu viver no cemitério, aqui é a casa dele, não falta carinho, comida ou atenção veterinária. Ele está muito bem lá.

Bobby continuará a fazer seu trabalho como terapeuta emocional para todos os necessitados e continuará a demonstrar sua incrível lealdade.

Fonte: Portal Amigo Cão

Facebook

Quer mais histórias? Click »