Cachorro perdido há 2 anos não percebe que seu pai está bem na frente dele

Por dois longos anos uma doce cadela, chamada Pakita, tinha lutado para encontrar uma casa. Ela havia sido deixada no abrigo de Arca Animal da Argentina, por uma pessoa que afirmou a ter encontrado vagando pelas ruas. Pakita foi recebida de braços abertos pela voluntária Silvia Ferreyra e seus colegas, mas o animal estava sempre muito triste e abatido. Ela continuou ficando para trás, enquanto os cães mais novos eram adotados!

O que eles não sabiam era que Pakita já tinha uma casa…

Facebook – Arca Animal del Ptdo. de Mar Chiquita

A cadela estava tão deprimida que até tirar uma foto dela era uma tarefa difícil. No entanto, a equipe continuou tentando. Então, um dia eles conseguiram obter uma foto decente da cadela e colocaram nas redes sociais para que os possíveis adotantes pudessem ver.

“Imediatamente, recebemos uma mensagem de uma mulher dizendo que o cachorro era de seu filho e que ele estava procurando por ela.”, disse Ferreyra. O filho de Ariel Naveira já havia perdido a esperança de ver seu animal novamente. Ela tinha fugido de casa à cerca de anos e apesar dos esforços, ela nunca foi encontrada. Pelo menos até agora…

Facebook – Arca Animal del Ptdo. de Mar Chiquita

No dia seguinte, Ariel Naveira (o filho) chegou para ver se era mesmo a cadelinha perdida que se encontrava no abrigo. Assim que a cadela foi levada para a “reunião”, até mesmo ela não podia acreditar que conhecia a pessoa que estava à frente de seus olhos!

Mas isso mudou… Depois de se aproximar, Pakita sentiu o seu cheiro familiar e explodiu de alegria! “A partir desse momento não houve dúvidas.”, disse Ferreyra.

“Foi lindo”, disse Naveira. “Eu estava triste em a ter perdido, mas recuperá-la foi espectacular. Não há palavras para descrever esse momento”.

Facebook – Ariel Naveira

Já faz pouco mais de um ano desde que Pakita se reuniu com seu dono e a alegria de voltar para casa não desapareceu. “Estamos super felizes.”, disse Naveira.

Facebook – Ariel Naveira

A esperança é a última a morrer e essa história é a prova disso…

Compartilhe esse reencontro emocionante com seus amigos e familiares!

Fonte: The Dodo

Facebook

Quer mais histórias? Click »