Cachorro perde 30 Kg após ser adotado e maltratado

A entidade protetora dos animais Toca Segura precisou recorrer à Justiça para recuperar um cão que foi vítima de maus-tratos pela pessoa que o adotou. O cachorro, chamado Grandão, foi entregue ao adotante pesando 49 Kg. Mas perdeu 30 Kg nos quase três meses em que esteve sob a guarda do novo tutor.

O processo de seleção para a entrega de um animal para um novo lar é bastante rigoroso e envolve uma série de exigências e acompanhamento pós-adoção, com as quais a nova família do animal se compromete a cumprir. As tentativas da Toca Segura para visitar Grandão, no entanto, foram frustradas, pois o adotante se recusou a receber os representantes da entidade.

Segundo a coordenadora de relações públicas da ONG, Danielle Mansur, os protetores se dispuseram a receber o animal de volta para que pudessem tratá-lo, o que só ocorreu após sentença judicial.

“No primeiro socorro que ele recebeu, os veterinários não conseguiram retirar sangue. Ele está com anemia severa e doença do carrapato. Tivemos de encomendar bolsas e fazer uma transfusão”, detalha Danielle. “Não houve um dia sequer que não nos oferecêssemos para pegar o Grandão de volta”, desabafa a defensora.

Até o momento, já foram gastos mais de R$ 3 mil com o tratamento do cachorro, mas ainda não há estimativa de qual será a despesa final. Grandão – antes um cachorro saudável e ativo – agora não consegue se manter de pé. Ele está internado sob cuidados intensivos e terá de passar por sessões de fisioterapia para que volte a andar.

Resgatado em Sobradinho, o cão foi castrado, vacinado e vermifugado antes de ser entregue, durante uma feira de adoção no Eixão, à pessoa que o maltratou.

Quem quiser ajudar na recuperação do Grandão pode depositar qualquer valor nas contas da Toca Segura, descritas na imagem abaixo:

Fonte: Metrópoles

Facebook

Quer mais histórias? Click »