Cachorro de abrigo de 16 anos não consegue parar de sorrir durante todo o trajeto para seu novo lar

Viver sozinha durante a pandemia foi difícil para Kathryn LaRoche. Então, quando seu gato de 20 anos faleceu, ela decidiu que queria abrir sua casa para outro animal mais velho.

“Foi uma experiência realmente comovente, mas me fez perceber como os animais de estimação podem ser ótimos”, disse LaRoche. Navegando no site Indy Humane, ela encontrou Sonny. 

O cachorro de 16 anos foi encontrado abandonado nas ruas de Indianápolis e, embora estivesse com microchip, todas as tentativas de contato com seus donos originais falharam.

LaRoche imediatamente se apaixonou por seu doce rosto e sabia que sua idade poderia tornar difícil para ele encontrar outro lar. Então ela decidiu ir ao abrigo e conhecê-lo.

“Passei os dias antes da reunião certificando-me de que tinha tudo pronto para ele em casa”, disse LaRoche, “para que se ele voltasse comigo, teria camas e brinquedos”.

Quando chegou o dia, LaRoche entrou no abrigo e pediu para conhecer seu residente mais velho. Os voluntários do abrigo trouxeram Sonny para fora e, assim que LaRoche o viu, ela soube que ele voltaria para casa com ela.

“Disseram que eu poderia passar cerca de 30 minutos com ele para tomar uma decisão, mas entrei para preencher a papelada depois das cinco”, disse LaRoche. “Eu poderia dizer que ele estava um pouco nervoso para conhecer gente nova, mas ele era um cara tão feliz e fácil de lidar que eu sabia que ele seria perfeito para mim.”

Voltando para casa com LaRoche, Sonny não conseguia parar de sorrir.

Em sua nova casa, Sonny quer estar o mais próximo possível de sua nova mãe.

“Ele deixou bem claro desde a primeira noite que queria dormir na cama comigo sob as cobertas”, disse LaRoche. “Então, embora eu não tivesse planejado originalmente que ele fosse um cachorro de cama, ele é um agora!”

Embora Sonny seja um veterano descontraído, LaRoche gostou de ver seu lado divertido e amoroso aparecer. Ele começou a brincar com seus novos brinquedos e sempre que vê sua jaqueta de inverno sair, fica animado para dar um passeio.

E Sonny faz questão de mostrar à mãe o quanto a aprecia. “Faz apenas alguns dias, mas posso dizer que ele já está começando a confiar mais em mim e se tornou super fofinho”, disse LaRoche. “Ele sempre quer estar na mesma sala que eu.”

As coisas funcionaram melhor do que LaRoche poderia ter imaginado, agora que ela e Sonny se têm. 

“Ele ainda tem muito amor para dar e eu me sinto realmente sortuda por poder mimá-lo pelo resto de seus dias”, disse LaRoche.

Para ajudar outros cães idosos como Sonny, você pode fazer uma doação para Indy Humane.

Fonte: The Dodo

Facebook

Quer mais histórias? Click »