Cachorro com tumor tem parte de crânio reconstituída com peça impressa em 3D

Pub

Um cachorro da raça Dachshund, também conhecida como “salsichinha”, ganhou mais uma chance de vida graças à tecnologia de impressão em 3D. O animal, chamado Patches, de nove anos de idade, possuia um tumor cerebral agressivo que cresceu rapidamente, assustando seus donos, residentes da cidade de Williamsport, na Pensilvânia.

Segundo a família, com o tumor chegando ao tamanho de uma laranja, eles foram orientados a procurar por Michelle Oblak, uma cirurgiã-veterinária oncologista da Universidade de Guelph, em Ontario, no Canadá, que vinha usando a impressão 3D para ajudar no tratamento de cães.

© Fornecido por Unilogic Media Group Ltda Patches antes da cirurgia (Foto: Michelle Oblak)

O procedimento padrão na retirada de grandes tumores seria substituir parte do crânio perdido, que acaba sendo removido junto com o tumor, por uma malha de titânio. Mas, em vez disso, essa parte do crânio foi impressa em 3D como uma tampa, do tamanho correto para o encaixe e que, segundo os pesquisadores, é mais preciso e mais barato que os métodos convencionais. A impressão de titânio substituiu cerca de 70% do crânio do cão.

Veja como ficou a placa e o resultado em Patches após a cirurgia:
© Fornecido por Unilogic Media Group Ltda Patches depois da cirurgia (Foto: Michelle Oblak)

Para fazer a impressão, os cientistas precisaram realizar uma tomografia computadorizada da cabeça e do tumor do cachorro. E depois utilizar um software para simular uma cirurgia removendo o tumor do crânio virtual de Patches.

Na sequência, os cientistas fizeram o mapeamento das dimensões da calota craniana em 3D, incluindo a localização de furos e parafusos. Segundo Oblak, havia muito pouco espaço para erros e qualquer medida fora de mais de dois milímetros seria crucial, tornando a cirurgia arriscada. As medidas, então, foram enviadas para a empresa de impressão 3D médica ADEISS, que produziu a nova parte do corpo do cãozinho.

Pub

A cirurgia aconteceu no dia 23 de março e durou quatro horas para finalizar a remoção de dois terços do crânio. Apenas 30 minutos depois do procedimento, Patches já estava acordado, em pé, andando e fazendo xixi. Segundo Oblak, o cachorro está livre do câncer.

Pub

Fonte: Gizmodo 

Facebook

PODE GOSTAR TAMBÉM