Bebê que nasceu com “2 rostos” completa 14 anos

Existem apenas 36 casos como o deste bebê no mundo e os médicos não acharam que ele conseguiria sobreviver.

O bebê Tres Johnson do Missouri nos Estados Unidos surpreendeu seus pais, Brandy e Joshua, e toda a equipe médica há 14 anos quando veio ao mundo. Isto porque ele nasceu com uma má formação extremamente rara e que não havia sido identificada nos exames pré-natal.

O pequeno nasceu com uma duplicação craniofacial. Este tipo de má formação é causado por um gene que altera a formação do crânio e faz com que a pessoa tenha algo semelhante a dois rostos. Em alguns casos, a pessoa nasce com dois narizes, quatro olhos e duas bocas. Existem apenas 36 casos de pessoas com esta má formação no mundo.

Além da má formação, a condição também causa atrasos cognitivos e convulsões. Por se tratar de algo raríssimo e como a maioria das pessoas afetadas pela condição já nascem mortas, os médicos disseram aos pais de Tres que o pequeno não iria sobreviver.

Lutando por ele

Os médicos inclusive sugeriram que os aparelhos do pequeno fossem desligados. “Quando vi meu filho pela primeira vez foi traumático porque ele estava em uma incubadora e ligado a muitos aparelhos. A única parte dele que eu conseguia tocar era sua perna. Os médicos não queriam continuar com os cuidados e planejavam desligar os aparelhos, mas meu marido lutou por ele”, contou a mãe Brandy em entrevista ao jornal The Sun.

O pai Joshua então continuou: “Uma vez que eu descobri que meu filho estava vivo, isto era tudo que importava para nós”.

O pequeno Bernie resistiu e acaba de completar 14 anos! “Ver meu filho completar 14 anos é algo incrível! É surreal saber que ele chegou tão longe, estes 14 anos foram uma grande luta pela vida”, afirmou a mãe.

Desafios

O caminho realmente não foi fácil. Brandy relata que além de todo o preconceito que seu filho sofre em locais públicos e na internet, também é muito difícil encontrar bons profissionais de saúde que possam ajudar em seu tratamento. “Primeiro porque sabe-se muito pouco sobre a condição do meu filho. Na maioria dos casos de duplicação facial a criança já nasce morta, em outros a criança nasce com quatro olhos, dois narizes e duas bocas, o que não é o caso do meu filho. Além disso, é difícil achar um médico que trate meu filho como uma pessoa e não como um caso de estudo”, contou a mãe.

Brandy contou que ao longo dos anos seu filho passou por algumas cirurgias. “Um médico chegou a oferecer uma ‘cirurgia milagrosa’ para deixar meu filho com uma aparência normal, mas eu não me importo com as aparências, para mim o que importa é que meu filho esteja vivo e confortável. Nós só fizemos cirurgias necessárias para a saúde dele, nada cosmético. Nós não temos vergonha da aparência dele, nunca tivemos e nunca vamos ter!”.

A mãe ainda revelou qual é seu maior desejo para o filho. “Meu objetivo é que entretanto meu filho saiba o quanto ele é amado por sua família, independente de quanto tempo mais vá viver”, concluiu Brandy.

Confira algumas fotos de Tres atualmente e quando criança a seguir:

Foto: Reprodução Facebook – Tres aos 14 anos abrindo os presentes de natal no mês passado
Foto: Reprodução Facebook – Tres quando era bebê
Foto: Reprodução Facebook – O pequeno Tres no colo de seu pai Joshua

Fonte: Bebe Mamae

Facebook

PODE GOSTAR TAMBÉM