Após ninguém aparecer em feijoada beneficente para o filho, pai recebe apoio e remarca evento

Foi com muito sacrifício que o seu Valdeci de Souza Silva preparou uma feijoada beneficente em prol do filho de 5 anos que tem tem paralisia cerebral e Síndrome de West. Ele conseguiu realizar o evento com doações de ingredientes e dinheiro.

Nos dias que antecederam o evento, ele avisou os vizinhos e pessoas que conhece sobre a feijoada, mas quando chegou o dia ninguém compareceu. “Fiquei o dia todo esperando”, relatou ao Razões.

A feijoada aconteceu no dia 04 de agosto, e das 9h à17h. Num conjunto habitacional em Manaus, onde vive com a esposa, com o Valdinho e mais uma filha de cinco meses de vida, o seu Valdeci ficou esperando as pessoas. E nada. Ele mandou mensagens perguntando se alguém viria e não obteve nenhum retorno.

“Não deu ninguém na feijoada do nosso guerreiro”, lamentou em uma publicação.

Print da publicação do Valdeci no Facebook
Ele ficou das 9h às 17h esperando alguém aparecer 
A feijoada foi realizada com muito sacrifício, através de doações
“A luta com o nosso pequeno tem sido muito difícil”

Ao Razões, o seu Valdeci relatou que tem muitos gastos com o filho que foi diagnosticado com a doença aos três meses de gravidez da esposa. A feijoada seria para ajudá-los com os custos mensais que ele tem com o filho. E para um tratamento que requer aplicação de botox no joelho, calcanhar e virilha.

“Desde 2017 estou tentando esse tratamento pelo SUS, mas sem sucesso. A luta com o nosso pequeno tem sido muito difícil. Pois temos gastos muitos altos com fraldas, produtos de higiene alimentação, que só pode ser líquida ou pastosa”, relatou.

Seu Valdeci sempre trabalhou na área da construção civil, mas após um acidente de moto, teve que abandonar a profissão, já que sente dores muito fortes.

“Adquiri uma ferida na perna que não cicatriza, criando uma venosa. Sendo assim, optei em me virar com a venda de trufas. A mãe do Valdinho sempre trabalhou com serviços gerais e faxinas, mas mesmo assim, não conseguimos cumprir com todos os gastos”, disse.

Ele nos contou também que está com as parcelas do financiamento da residência atrasadas, além das contas de energia e água. “Recebemos o aviso de corte.”

Feijoada remarcada!

O desabafo do Valdeci repercutiu e ele realizará portanto outra feijoada com ajuda de amigos e pessoas da região que souberam da sua história. Anotem aí, Feijoada em prol do Valdinho dia 08 de setembro, a partir das 9h no Residencial Manauara 1.

Para quem quiser ajudar o Valdeci com doações, pode falar com ele no Facebook, clicando aqui ou através de uma vaquinha que ele criou, clicando aqui.

Fonte: Razoes Para Acreditar

Facebook

Quer mais histórias? Click »