Alunos de escola pública de SP criam prato biodegradável para substituir plástico

As alunas de uma escola pública em São Paulo, Manuella Cristina Rodrigues Gonçalves e Mariana Caciatore Cardoso, ambas de 17 anos, criaram uma medida sustentável a partir do cará. A criação foi uma medida para tentar substituir utensílios descartáveis produzidos com plástico, que resistentes ao tempo e ficam em decomposição na natureza.

As estudantes são alunas da Escola Técnica Estadual – Etec – Conselheiro Antonio Prado, que fica em Campinas, interior de SP. As duas se encontravam entristecidas com a quantidade de lixo depois uma que festa que presenciaram com uma gigantesca pilha de pratos, talheres e copos plásticos.

Por isso, resolveram pesquisar sobre o assunto. Depois disso, criaram um biopolímero a partir do amido extraído do cará-moela, uma espécie de tubérculo que nasce em plantas trepadeiras. Assim, como resultado, tiveram em mãos um material com textura gelatinosa e estrutura parecida aos produtos de plástico. O projeto, então, recebeu o nome de bioutensílios.

As jovens receberam premiação na 8ª Mostra de Ciências e Tecnologia do Instituto 3M, alcançando o segundo lugar na categoria Ciências Exatas e da Terra. Elas relataram: “a decomposição dos bioutensílios à base do vegetal ocorre em aproximadamente de seis meses. Enquanto o plástico é comprovadamente mais demorado: podendo levar centenas de anos para desaparecer completamente do meio ambiente”.

Incrível!

Facebook

Quer mais histórias? Click »