270 cães são resgatados de canil ilegal, muitos deles estavam com as cordas vocais cortadas

Por trás do negócio indiscriminado de canis ilegais, existe um inferno terrível para aquelas criaturas que acabam nas mãos de homens sem coração, cegos pela sede de dinheiro.

A Polícia Nacional de Madri não conseguia imaginar o que encontraria dentro dos muros de dois incubatórios, localizados em Meco e Arganda del Rey, em Madri (Espanha) .

270 filhotes de chihuahua e pomerânia foram resgatados em condições totalmente deploráveis, a condição das fêmeas usadas como máquinas de criação foi absolutamente de partir o coração. As tropas também encontraram  um par de filhotes mortos e congelados embrulhados em jornal.

Quando a polícia conseguiu entrar em cena, os suspeitos tentaram se livrar de 12 filhotes de Chihuahua. 

Quando examinados mais tarde, descobriram algo que excedia todos os limites: alguns animais tiveram as cordas vocais cortadas para que não pudessem ser ouvidas pelos vizinhos.

Felizmente, eles conseguiram deter 5 indivíduos, incluindo 2 veterinários e um casal, que estavam nesse negócio há 30 anos.

Os veterinários, que supostamente tinham que garantir a saúde dos animais, facilitaram a atividade ilegal, fornecendo cartões de saúde, medicamentos e vários instrumentos.

Adolfo G., 56 anos, foi identificado como o principal criador, e sua esposa, 59, e também o cientista da computação que montou a estrutura para a venda e distribuição dos cães inocentes.

Os cães estavam em um zulo nas piores condições de saúde. Eles foram distribuídos em três áreas: criação (onde os animais tinham menos de 1 mês de idade e cães grávidas); de animais preparados para venda ; e de animais prontos para procriar.

O objetivo dos criadores era distribuí-los em diferentes lugares da Espanha depois de anunciados em uma página da web.

Esta organização criminosa teria descarregado 1.400 cães com pedigree na Royal Canine Society of Spain, desde 1990.

Eles foram vendidos por um preço que variava entre 1.300 e 3.000 euros.

O volume de negócios durante esse período é de 2 milhões de euros. Os 270 cães resgatados valeriam 300.000 euros.

O comprador avançou 20% do preço de transferência e a diferença foi paga em dinheiro no momento da entrega.

Os 5 detidos enfrentam crimes de abuso de animais, organização criminosa e falsificação de documentos, bem como uma investigação patrimonial e uma possível penalidade administrativa pela venda de cães sem licença.

Este é o vídeo publicado pela Polícia Nacional pedindo a divulgação para impedir o abuso de animais:

Agora, os filhotes estão sob custódia de vários protetores até que um juiz decida seu destino.

A Polícia não considera encerrada a investigação, pois suspeita que haja mais “subdelegações” do incubatório distribuído pela Espanha.

Compartilhe essas notícias para aumentar sua voz. É necessário que todos conheçam a dura realidade que está por trás da venda de cães, por causa dos sem coração sem escrúpulos. 

Fonte: Zoorprendente

Facebook

Quer mais histórias? Click »