Veja como está o estado de saúde de cadelinha que estava presa em pedra e foi resgatada por bombeiros

Nem todos os resgates correm da melhor forma. Contudo esse é um daqueles em que temos muito orgulho e queremos compartilhar com todo o mundo. Os cachorrinhos amam ficar saindo de casa para caminhar pelas redondezas mas isso é um perigo enorme e os donos ficam aflitos mal se dão conta que se canino desapareceu.

Belinha é uma cadela que estava desaparecida há 10 dias. Ela desapareceu de casa sem deixar rasto, deixando todos muito preocupados. Os moradores da região da Praia de Taguarinha, em Balneário Camburiú em Santa Catarina, decidiram que a situação necessitava de uma mão experiente, então eles chamaram o Corpo de Bombeiros para ajudar no resgate.

Portal Do Dog

Os uivos do animal ouviam-se à quatro dias mas ninguém conseguia descobrir de onde eles vinham, até um certo dia.

Após uma busca minuciosa, os bombeiros conseguiram encontrar Belinha no mesmo dia em que foram acionados. A cadela estava presa em uma fenda de uma pedra gigante e não conseguia sair por seus próprios meios.

O resgate foi bastante complicado e moroso. Os bombeiros chegaram ao local por volta das 10 horas da manhã e o resgate foi finalizado às 20h35. A demora do resgate baseou-se principalmente na dificuldade em conseguir chegar até ao animal. A maior preocupação era não machucar o canino durante o resgate.

“Fomos até o local, mas vimos que ela estava em um lugar de difícil acesso e bastante debilitado. Chegamos por volta das 10h e tivemos muita dificuldade. Foi um resgate complicado, porque o local era muito estreito, e, do jeito como ela estava presa, poderíamos machucá-la”, explicou o sargento Marcus Vinicius Abre, responsável pela operação.

O resgate foi um sucesso. Uma pessoa magra o suficiente entrou pela fenda e conseguiu chegar até ao patudo. “Chegou um rapaz mais magro, que conseguiu alcançar a cadela. Fizemos uma amarração nas patas de Belinha e passamos um cobertor ao redor do seu corpo. Assim, conseguimos começar a mexer nela e, aos poucos, puxá-la”, contou o sargento.

Apesar de todas as dificuldade, o vira-lata Belinha foi resgatada sem ferimentos, mas estava debilitada pelos dias que passou sem alimentação nem água. A cadelinha foi levada ao veterinário, onde recebeu todos os cuidados. Hoje ela está recuperada e vivendo sua vida normalmente.

Compartilhe esse resgate de sucesso com seus amigos.

Fonte: New Pangea

Facebook

Quer mais histórias? Click »