Fotos de criança que morreu esperando por transplante de coração estão comovendo o mundo

Suha Dabit é uma fotógrafa fundadora do World of Broken Hearts. Ela é especializada em captar famílias durante os momentos mais vulneráveis ​​de suas vidas. O objetivo dessa mulher é divulgar e consciencializar as pessoas sobre a doença cardíaca congênita e sobre a doação de órgãos. Recentemente, uma das suas sessões fotográficas deu a volta ao mundo: um bebê que faleceu pois não conseguiu um transplante de coração.

Na verdade, a sua missão é incrivelmente pessoal. Ela também tem uma filha que não teria sobrevivido sem uma doação de coração. “Após cinco meses e meio de espera, recebemos a ligação. Eles encontraram uma combinação perfeita… uma nova chance de vida. Depois de quase seis meses de espera e oração, conseguimos levar Nadia para casa de novo. É por isso que eu me tornei fotógrafa. Alguns bebês com doença cardíaca congênita nunca saem do hospital depois de nascerem.

Love What Matters

Quando entrei nas salas das unidades de terapia intensiva pediátrica, capturei as almas desses pequenos lutadores. Cada um deles tem uma história única e cada um merece ser informado e ouvido. Eu espero consciencializar sobre a doença número que mais reivindica vidas, e inspirar as pessoas a se tornarem doadores de órgãos. Se através do meu trabalho eu tocar apenas uma pessoa para se tornar um doador, oito vidas podem ser salvas”.

Love What Matters

Dabit compartilhou essas fotos profundamente emotivas de um bebê de 2 anos que faleceu enquanto aguardava um transplante de coração para encorajar à doação de órgãos. “Eu poderia falar sobre os aproximadamente 40.000 bebês que nascem todos os anos com um defeito cardíaco congênito…

Love What Matters

Eu poderia falar sobre a metade de um coração com o qual Adalynn nasceu, ou muitos outros diferentes defeitos cardíacos congênitos que afetam tantas crianças em todo o mundo. Eu poderia dizer-lhe sobre como a pesquisa de defeito cardíaco congênito é subfinanciada.

Eu poderia dizer-lhe como os bebês com defeito cardíaco congênito exigem um transplante de coração em algum momento de suas vidas, porquê e o que você poderia fazer para ajudar.

Love What Matters

Eu poderia dizer-lhe que Adalynn é uma das 20 pessoas que morrem todos os dias à espera de um transplante. Ou eu poderia falar sobre minha perspetiva do que era estar naquela sala para documentar seus últimos momentos juntos como uma família de seis.

Love What Matters

Mas não há palavras para descrever a dor e o amor que testemunhei. O defeito cardíaco congênito reivindica tantas vidas, muitas vidas. Isso separa as famílias e obriga os irmãos a crescerem muito rápido.”

Love What Matters

É difícil, difícil e injusto.

Essa é a realidade para muitas famílias que lidam com defeito cardíaco congênito todos os dias.

Kristi e Justin, obrigado por me permitirem compartilhar com o mundo seus momentos pessoais e íntimos.

Um beijo linda menina do céu. Você lutou tanto e tocou tantas vidas”.

Compartilhe para sensibilizar as pessoas sobre a doação de órgãos!

Fonte: Love What Matters

Facebook

Quer mais histórias? Click »