Pit Bull fica ao lado de uma menina perdida, até ela ser encontrada

Charlee Campbell, uma menina de apenas dois anos, foi dada como desaparecida na cidade de Lebanon Junction, Kentucky. No entanto, ela não era a única com um paradeiro desconhecido… A Pit Bull da avó, chamada Penny, também desaparecera ao mesmo tempo e na mesma direção.

Investigações indicam que a menina tinha desaparecido por volta das 10 horas da manhã, numa floresta na área.

Zoorprendente

Felizmente, após dois dias de muita angústia para a sua família, a menina apareceu na casa de um vizinho acompanhada Penny. A heroína de quatro patas, nunca se separou da criança e fez questão de a manter segura.

Zoorprendente

A avó de Charlee afirmou à comunicação social que a Pit Bull esteve ao lado de sua neta para a manter segura: “Eu sabia que ela não se iria separar da bebê, até a trazer de volta. Ela é nossa heroína.”

Zoorprendente

O vizinho que a encontrou ficou muito afetado pela história. Wayne Brown pediu uma reflexão sobre a necessidade de fortalecer o trabalho realizado pelas equipes de resgate nesses casos: “Eles estavam por toda parte. Eles estavam em todos os ambientes. Como é possível que eles não tenham encontrado esta menina e ela simplesmente aparece aqui, onde eles já a procuraram? Como isso acontece?”

Zoorprendente

Relatórios do oficial da equipe de busca tornaram público o conhecimento de que a garota havia retornado sem quaisquer ferimentos graves:

“Quando os donos da casa perceberam que era ela, contataram as autoridades. Ela não teve ferimentos graves, mas apareceu desidratada e com algumas picadas de carrapatos. Ele está a caminho do hospital para um check-up completo.”

Zoorprendente

A família está muito aliviada, mas principalmente, muito grata com a doce Penny.

A família diz que o que manteve sua filha sã e salva foi a proteção dessa cadelinha. Sem dúvida, é prova da enorme lealdade dos cães e seu instinto protetor com os pequenos.

Compartilhe essa história incrível com seus amigos e familiares!

Fonte: Zoorprendente

Facebook

Quer mais histórias? Click »