Padrasto é acusado de abusar de sua enteada – mas quando a mãe recebe o resultado de ADN, seu mundo fica sem chão

Apesar de existir muita crueldade no mundo, nós sempre tentamos acreditar na bondade das pessoas. E foi o que essa mãe solteira fez quando se apaixonou por um homem que parecia ter saído de um conto de fadas. Mas, de repente, tudo mudou quando o padrasto é acusado de abusar de sua filha!

Cathrine St. Germain, é uma mulher que vive no Colorado. Ela terminou um relacionamento com seu ex-marido, com quem duas filhas e um filho, e não pensou que fosse encontrar o amor novamente. Mas a vida parecia lhe sorrir, e ela conheceu um homem simpático, educado e muito atraente.

E o melhor de tudo? Ele não era um estranho, Cathrine já o conhecia há 20 anos. Aaron Scott e a mãe solteira foram ficando muito próximos e se apaixonaram. Algum tempo depois o casal foi morar na mesma casa junto com as duas garotas e o garoto, filhos do relacionamento anterior.

Facebook – Catherine St. Germain

Aaron era um ex-soldado da Marinha e também foi policial polícia. Ele tinha uma reputação exemplar, era adorável, muito romântico e cuidava dos filhos de Cathrine como se fossem seus. A mulher estava deslumbrada, pois seu último relacionamento era tóxico e sem amor.

Os dois resolveram se casar, mas em vez de trocarem alianças da forma tradicional, eles fizeram uma tatuagem de anéis em seus dedos. Essa mulher estava certa que tinha encontrado o amor verdadeiro. Apenas um ano depois, o mundo de Cathrine desmoronou completamente.

No dia 23 de abril de 2015, ela recebeu um telefonema inesperado da polícia. Eles pediram que fosse testemunhar na delegacia, e que não dissesse nada a seu marido. Então, ela recebe a triste notícia: o padrasto é acusado de abusar de sua filha!

Facebook – Catherine St. Germain

Aaron, o amor de sua vida, havia estuprado sua querida filha. O homem em quem confiava, que acolheu em sua casa, tinha cometido o maior crime que pode ser cometido contra uma criança: ele roubou sua inocência, sua felicidade, sua auto-estima!

Facebook – Catherine St. Germain

Cathrine se distanciou imediatamente do marido, embora ele jurasse que era inocente. O homem jurava a pés juntos que Alyssa estava mentindo. Mas quando os testes de ADN provaram a veracidade dos fatos, Aaron teve que admitir sua culpa e aceitar a sentença do procurador para evitar um julgamento.

Facebook – Catherine St. Germain

No dia 20 de janeiro de 2016, ele foi condenado a 90 dias de prisão. Para além disso, ele foi forçado a colocar seu nome em um registo de agressores e estupradores por 8 anos. Uma pena demasiado leve… um padrasto é acusado de abusar de uma criança e é punido com apenas 3 meses de cadeia? Mau demais!

Cathrine sentiu muita culpa por ter colocado Aaron em sua casa, e isso é algo que nunca vai ultrapassar. Depois de saber a sua leve sentença, ela fez algo drástico para que esse monstro não voltasse a ferir uma criança novamente. Ela gravou um vídeo contando sua história e publicou no Facebook.

Facebook – Catherine St. Germain

Seu clipe já teve mais de 63 milhões de acessos. Ela quer alertar outros pais para estarem atentos, e protegerem seus filhos de lobos em pele de cordeiro, como Aaron.

No vídeo você pode ler, entre outras coisas: “O monstro se comporta de uma forma normal e natural como você e eu. Eles são muito hábeis em esconder o que realmente são. Eles são pessoas em quem confiamos e deixamos cuidar de nossos filhos todos os dias.”

Se você suspeitar que alguém que você conhece é vítima de abuso, contacte a polícia imediatamente. Compartilhe essa história para que todos os pais possam estar alerta para esse perigo!

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »