Nova moda na China faz com que centenas de cães sejam maltratados nas ruas

A China é um dos países onde os direitos dos animais são menos protegidos e exigidos. Estamos constantemente ouvindo falar de história macabras oriundas desse país, de maus tratos e sacrifícios caninos… Este tipo de práticas acaba sendo um pouco cultural.

À medida que o consumo de carne canina começa a ser proibido, o povo chinês começou a arrumar soluções para a quantidade gigantesca de cachorrinhos que habitam o país.

Uma nova moda surgiu para aterrorizar pessoas como nós. Ela está ligada à Rickshaws e baseia-se no uso de patudos para transportar pessoas de um lado para o outro.

Twitter

Os Riquixás são um tipo de veículo cuja tração é a força humana. É um trabalho duro para as pessoas que sobrevivem dele. O peso dos passageiros é puxado pela força corporal do condutor. Nesse caso, os caninos são quem está tomando o lugar das pessoas. Como é óbvio os animais ficam exaustos. Além disso a maior parte dos animais está doente e desnutrida.

Twitter

Michele Brown, fundador da Luta contra a carne canina, diz:”quando algo se torna moda na China, rapidamente é imitada em todo o país e é o que está acontecendo com os cães de táxi, como eles chamam”.

Os patudinhos são amarrados com correias de metal, às vezes, presas às suas cabeças e podem ser muito dolorosas.

Twitter

“Os condutores puxam as rédeas e colocam pressão sobre seus focinhos, isso faz com que eles cometam muitos erros e muitas vezes colidam, é um grande estresse para eles”, disse Michele. É inaceitável que alguém possa considerar esta prática uma diversão ou um meio eficaz de transporte”.

Quando finalmente caem de exaustão, doenças ou desnutrição, os filhotes são abatidos ou utilizados para consumo humano.

Twitter

De acordo com a Humane Society dos Estados Unidos (HSUS) estima que cerca de 10 milhões de cachorros são sacrificados na China como uma mercadoria e pelo menos 4 milhões de gatos sofrem o mesmo destino.

As pessoas são capazes de pagar para assistir ou participar de eventos como estes

Mas começa a crescer a esperança, porque embora possamos ver que ainda existem muitas práticas desumanas na China, também podemos ver que já existe bastante rejeição da parte da população, quanto às mesmas. Os chineses até já começaram a adotar cachorrinhos como animais de estimação.

Quando uma pessoa começa a criar ligações e sentimentos por um animal, torna-se cada vez mais difícil feri-lo!

Twitter

Esperamos que por todo o mundo as pessoas comecem a olhar para os animais, como seres vivos merecedores de respeito, cuidado e carinho e não como máquinas ou simples nacos de carne. Essa é uma luta diária de todos!

Compartilhe com seus amigos e familiares para consciencializar o maior número de pessoas.

Fonte: Zoorprendente

Facebook

Quer mais histórias? Click »