Mulher de 56 anos mata homem que abusou de sua filha – e não recebe sentença de prisão

Nunca sabemos do que as pessoas são realmente capazes até algo ameaçar seus entequeridos. Essa mulher de quem vamos falar em seguida matou o homem que abusou de sua filha. A mãe sabia que poderia ser presa para o resto da vida, mas a segurança de sua garota estava primeiro que tudo, até do que sua própria vida!

No dia 2 de setembro, uma mulher sul-africana recebeu uma notícia terrível. Uma amiga disse que sua filha estava sendo estuprada em uma casa vazia na aldeia de Qumbu. A mãe saiu correndo de casa, e, quando chegou ao local, viu a garota a ser estuprada por três homens.

Então, ela interveio sem pensar duas vezes. A mulher pegou numa faca para tentar terminar com aquele ato horrendo, e começou a esfaquear os três estupradores para ajudar a salvar sua filha. Nessa tentativa de resgate, ela acabou por tirar a vida a um desses monstros.

Shutterstock

A progenitora foi presa, e ela enfrentava as acusações de assassinato e tentativa de homicídio. O caso imediatamente recebeu grande atenção na África do Sul, bem como na mídia internacional. A progenitora começou a ser chamada de “Mãe Leoa”.

Muitos simpatizaram e mostraram apoio a essa mulher, e começaram uma campanha de angariação de fundos para pagar os custos legais de seu caso. “Ela ainda precisa procurar aconselhamento de trauma para si e para sua filha. Nós transferimos o dinheiro que nos foi entregue para seu bem-estar”, disse seu advogado.

Depois de tudo isso, o tribunal anunciou que a “Mãe Leoa” não seria acusada, pois agiu para salvar sua filha. Os outros dois homens foram acusados ​​de estupro e estão aguardando sua sentença na prisão. A mulher ficou profundamente tocada pelo apoio do público que recebeu. “Eu me senti como um babuíno antigo que não tem amigos, mas hoje vocês me mostraram que eu tenho pessoas e que não estou sozinha. Obrigada”, disse ela.

Essa mãe fez o que sentiu que precisava fazer para salvar sua filha. O que você acha da decisão do tribunal: ela deveria ou não ter sido penalizada por seu crime? Compartilhe sua opinião nos comentários!

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »