Marido esconde cão na mala, para sua esposa a morrer no hospital dizer o último adeus

A doença é muitas vezes um dos fatores que mais nos faz aproximar, mimar, dar atenção e cuidar das pessoas que mais amamos nessa vida. Em momentos complicados como esse, nossos animais de estimação, são de extrema importância para a pessoa que está enferma.

Muitas vezes, as pessoas que estão passando por um momento difícil em termos saúde, acabam tendo uma melhoria, quando são visitadas por seus peludinhos. Isso deve acontecer, porque eles nos conseguem relaxar, ao mesmo tempo que nos mimam. Quando nossos bebês estão connosco, eles estão a cem por cento!

Esse homem, tinha sua esposa internada no hospital, com uma doença terminal já muito avançada. Ao conversar com ela, ele soube que tinha de atender a seus últimos desejos. Seu último desejo era ver uma última vez sua cadelinha. Ele decidiu partilhar online sua experiência tremenda, veja por si mesma!

“Minha esposa estava no hospital após uma cirurgia muito invasiva, que depois de alguns dias, parecia que não produziu os resultados esperados. O prognóstico não foi bom. Ela era capaz de falar, mas não estava comendo ou bebendo, apenas confiava completamente em suas pílulas de dor IV. Em um raro exemplo de discurso convincente, ela me convenceu a esgueirar nossa peludinha para seu quarto privado, para que ela a pudesse ver “mais uma vez”.

“Nossa cadelinha tem cerca de vinte e dois quilos e meio. Ela é uma Shepherd Australiano, e como é pequena, ela se encaixa muito bem em uma mala normal. Eu a coloquei dentro da mala, com o ziper aberto e a coloquei no carro até chegarmos ao hospital. Quando chegamos, eu expliquei a ela que eu abriria o zíper em alguns minutos e que ela poderia ver a mamãe dela”.

Life With Dogs

“Inacreditavelmente, ela nunca choramingou, latiu, ou gemeu. Quando eu passei pelas enfermeiras, eu lhes disse estava simplesmente trazendo itens para tornar minha esposa mais confortável. “Nenhum problema, disseram elas””.

“Quando entramos no quarto, minha esposa estava dormindo. Desabotoei a mala, e a cadela imediatamente pulou na cama, e subiu cuidadosamente em seu peito, de alguma forma evitando os fios. Ela se posicionou para onde ela podia olhar diretamente nos olhos da minha esposa e ficou completamente imóvel, até cerca de vinte minutos depois, quando minha esposa acordou e começou a gemer de dor”.

A cadela imediatamente começou a lambê-la e silenciosamente gemeu, como se soubesse que se ladrasse definitivamente sopraria nossa capa. Minha esposa a abraçou por quase uma hora, sorrindo o tempo todo. Nós fomos interrompidos por uma enfermeira que ficou tão emocionada que ela prometeu não contar a ninguém. Quando minha esposa finalmente voltou a dormir, eu carreguei nossa patudinha de volta na mala”.

“Minha esposa infelizmente faleceu alguns dias mais tarde, e como se isso não fosse triste o suficiente, agora, sempre que eu pego a mala, a cadela acha que estamos saindo para vê-la novamente”.

O amor deixa marcas para toda a vida. Com elas nós crescemos e em nós se preenche aquele vazio que nós atormenta. Cuide daqueles que a amam, que eles cuidarão de si!

Facebook

Quer mais histórias? Click »