Conheça a mulher que tirava a vida às suas amigas, as transformava em sabão e fazia bolinhos com seu sangue

Existem casos reais que mais parecem ter saído de um filme de terror. E a história que vamos contar hoje é um exemplo disso… uma mulher chamada Leonarda Cianciulli matava suas amigas e as transformava em sabão. Para além disso, ela fazia bolinhos com o sangue delas.

Diz-se que essa mulher nasceu fruto de um estupro, e ela tentou tirar sua própria vida várias vezes. Seus pais sempre quiseram se ver livres dela, e tentaram casá-la com um comerciante. Eles queriam que a jovem aceitasse o matrimónio com 15 anos, mas ela não aceitou e resistiu até os 23 anos.

Em 1917, Leonarda Cianciulli queria muito sair de casa de seus pais. Então, ela se casou com um atendente de registos civis chamado estava Rafaelle Passardi. A mãe dela ficou muito revoltada, e lhe desejou todo o mal do mundo. E, após algum tempo, várias desgraças começaram a acontecer na vida da jovem.

Seu marido foi preso em 1927 por fraude. Três anos depois disso, a casa do casal ficou totalmente destruída em um terremoto. Como Leonarda era extremamente supersticiosa, ela achou que tudo aconteceu devido às pragas que sua mãe lhe desejou

Mas parece que as desgraças na vida dessa mulher apenas estavam começando. Ela engravidou 17 vezes, e dessas gestações apenas sobraram quatro filhos. Leonarda teve 3 abortos espontâneos e 10 de seus filhos morreram quando eram ainda adolescentes devido a doenças.

A mulher era muito protetora dos filhos que lhe restavam, mas ela tinha um favorito: Giuseppe, o mais velho. Para sua tristeza, ele foi recrutado pelo Exército no ano de 1939, para a 2.ª Guerra Mundial. Leonarda Cianciulli estava disposta a fazer de tudo para salvar a vida dele.

Então, ela decidiu sacrificar uma pessoa “no lugar dele”, para que a vida de Giuseppe fosse poupada. Leonarda fez isso usando seus supostos dotes de vidente. Sua primeira vítima foi Faustina Setti. A mulher disse para ela que, se quisesse ter o marido ideal, ela teria de ir à Croácia, e enviar uma carta para seus pais dizendo que se havia casado e estava morando lá muito feliz.

Faustina fez tudo o que ela pediu, mas esse era o álibi perfeito para Leonarda… se a mulher desaparecesse, ninguém pensaria que tinha sido morta, mas sim que fugiu com seu suposto marido. Então, Leonarda deu vinho e tranquilizantes à inocente mulher e a matou com um machado.

Depois disso, Leonarda usou o sangue de sua vítima para fazer bolinhos, que servia para sua família e outras pessoas que iam a consultas de vidência. Ela cortou o corpo de Faustina em nove partes, a dissolveu em soda cáustica e despejou em uma fossa. Depois disso, a mulher monstruosa se apoderou do dinheiro e dos bens de Faustina.

Infelizmente, Leonarda não parou por aí. No ano de 1940, ela assassinou outras duas clientes que procuravam um novo emprego. Seu objetivo era fazer com que o filho mais velho não morresse na guerra. Os crimes foram cometidos da mesma forma: cartas falsas, vinho com tranquilizantes e morte por um machado.

Mas, dessa vez, ela fez algo ainda mais bizarro e assustador: Leonarda misturou o sangue das vítimas com gordura e perfume, e fez sabão para vender. Tal como tinha feito com Faustina, ela se apoderou dos bens e jóias das vítimas.

A cunhada da última mulher assassinada ficou desconfiada do desaparecimento e chamou a polícia. Após algumas investigações, Leonarda foi presa e confessou de imediato. A mulher foi julgada em 1946, e teve uma pena de 30 anos de prisão e 3 anos de tratamento em um manicômio criminal.

Leonarda viveu mais que todos os seus filhos, até aos 76 anos. Depois disso, ela morreu de hemorragia cerebral. Assista ao vídeo que conta toda sua história…

Existe mesmo gente macabra nesse mundo… compartilhe se concorda!

Fonte: Zip Notícias

Facebook

Quer mais histórias? Click »