Jovem queria cortar o cabelo a esse mendigo. Mas quando descobriu o que estava sob suas roupas, ela resolveu tomar medidas sobre o assunto

Milhões de pessoas pelo mundo inteiro vivem nas ruas. Alguns de nós se queixam da vida que têm, mas na verdade existe muita gente necessitada, sem ter onde dormir, o que comer, o que vestir, nem cuidados de saúde. E o homem de quem vamos falar é um exemplo disso.

Instagram – Real Humanist

John Lochlan é um veterano sem-teto da Filadélfia. A sua vida não tem sido fácil, e o seu aspeto e suas roupas sujas e rasgadas são um espelho dessa dificuldade. Durante anos, ele sofreu a hostilidade de muitas pessoas e isso lhe afetou severamente.

O homem foi excluído da sociedade por não ter uma casa onde viver. Para além de ter de lutar pela sua sobrevivência, ainda sofreu violência e discriminação. Ele foi baleado e até atropelado por um carro, o que causou uma lesão medular grave e uma infeção no tornozelo que quase o impediu de andar. Suas pernas inchadas eram uma fonte constante de dor, especialmente quando roçavam nas calças.

Mas como não tinha seguro de saúde, ele foi rejeitado em dois hospitais. Finalmente, um médico teve pena da terrível doença do mendigo e o inscreveu em uma lista para receber assistência social. Só que a espera era muito longa e John estava ficando sem tempo.

Instagram – Real Humanist

Ignorado, desprotegido e impotente, o homem tinha perdido a esperança na bondade das pessoas, até que essa mulher apareceu: Lolly Galvin, fundadora do Projeto Dignidade, uma organização que cobre as necessidades mais simples e mais básicas dos sem-teto da Filadélfia.

A primeira vez que se a jovem se aproximou dele e lhe ofereceu um corte de cabelo, ele recusou porque não se sentia confortável interagindo com pessoas.

Instagram – Real Humanist

Mas Lolly não ia desistir tão facilmente. Ela sabia que, se ninguém o ajudasse, o ex-veterano não iria resistir muito mais tempo. Então, a mulher insistiu. Poucas semanas depois, a mulher conseguiu finalmente convencê-lo a aceitar a sessão de cabeleireiro.

Instagram – Real Humanist

Durante as semanas seguintes, a jovem se tornou amiga do mal-humorado de 57 anos. Ele tinha algo especial que a levou a fazer um grande esforço. Ela pensava que John não iria sobreviver ao desespero ou à sua condição médica se continuasse lutando sozinho nas ruas.

Instagram – Real Humanist

Com uma nova amiga a seu lado, John ficou motivado. Ele começou a lutar e foi com Lolly visitar outro médico. Ela levou-o a especialista para operar a coluna e lhe dar um tratamento para a infeção dos pés. Pela primeira vez em muito tempo, alguém se importava com ele.

Instagram – Real Humanist

Nos últimos anos, cada passo era muito doloroso. Mas em pouco tempo, o tratamento para os seus pés começou a fazer efeito e John começou a andar novamente.

Nem o mendigo nem Lolly imaginaram que acabariam se tornando amigos.

Instagram – Real Humanist

Este é um exemplo de como às vezes os pequenos gestos e uma palavra amiga podem ser o suficiente para mudar a vida de uma pessoa! Precisamos mais gente assim no mundo…

Facebook

Quer mais histórias? Click »