Bebê nasce com joelhos invertidos – 8 anos depois, ela volta ao hospital e deixa a todos sem palavras

É maravilhoso ver uma pessoa que precisou de ajuda a retribuir a bondade. Foi exatamente isso que essa menina fez… quando era uma bebê, ela nasceu com os joelhos invertidos. Felizmente, ela foi ajudada por vários médicos, que fizeram de tudo para que ela se curasse. Agora, 8 anos depois, ela está tentando retribuir a generosidade angariando fundos para o hospital que mudou a sua vida!

The Poch Times

Quando Addie Bryan nasceu, ela foi diagnosticada com uma doença rara chamada síndrome de Larsen. Essa é uma malformação congênita que afeta as articulações, mãos, pés e rosto. Apenas 1 em cada 100.000 pessoas possuem essa condição.

The Poch Times

“Quando ela nasceu, seus joelhos estavam para trás, suas pernas estavam praticamente até à sua cabeça, ela tinha displasia nos quadris e um pé para dentro”, explica Julie Bryan, a mãe de Addie. Seu futuro parecia sombrio, mas os médicos do hospital Texas Scottish Rite não iam desistir dela!

Graças aos esforços dos profissionais de saúde, ela conseguiu recuperar dos sintomas mais graves da doença. Quando a menina tinha 1 semana de idade, eles colocaram moldes nas suas pernas para que voltassem ao normal. Durante 8 anos, Addie usou 70 moldes.

The Poch Times

Quando nasceu, ninguém tinha a certeza se ela conseguiria andar. Agora, ela pode andar, correr e brincar como uma criança normal. Addie tem 8 anos de momento, e seu coração enorme a fez querer retribuir o que os médicos fizeram por ela. Para além disso, a garota queria ajudar outras pessoas com a mesma condição. A melhor maneira que ela achou de fazer isso foi angariar dinheiro para o hospital que a tratou, o Texas Scottish Rite.

The Poch Times

Para arrecadar fundos, ela foi para uma rua movimentada no Texas com um cartaz. Ela queria angariar 8.000 dólares. Várias pessoas pararam e doaram dinheiro para a nobre causa. Para além disso, a menina divulgou suas intenções nas redes sociais… e foi aí que as maiores doações começaram a chegar!

Seus esforços deram frutos: um doador anónimo direcionou 50.000 dólares para o hospital, muito mais do que a garota estava pedindo!

The Poch Times

A vice-presidente do Scottish Rite Hospital, Stephanie Brigger, disse que ficou “sem palavras” quando viu o cheque. Graças a Addie, eles terão dinheiro para moldes e próteses de crianças com síndrome de Larsen por muitos anos.

Que lindo gesto o dessa menina… compartilhe se achou essa atitude absolutamente maravilhosa!

Fonte: Best of Web

Facebook

Quer mais histórias? Click »