Garota corre em direção a um desconhecido – quando o homem olha para seu rosto, ele entra no caminhão e chama a emergência

Quando esse homem saiu para a rua, ele nunca esperava presenciar uma cena tão caricata. No dia 5 de setembro, Earl Melchert voltou para casa após atestar seu automóvel. Nessa altura, ele viu algo à distância que parecia um veado. Mas, quando chegou mais perto, percebeu que era uma jovem e a garota correu na sua direção.

A menina aterrorizada de 15 anos se chama Jasmine Block. Ela estava molhada e ansiosa por se refugiar no caminhão de Melchert. Felizmente, o homem reconheceu a garota instantaneamente. Ele tinha visto seu rosto nas notícias, em panfletos e por toda a internet. Jasmine estava desaparecida desde o dia 9 de agosto.

Mirror

Segundo a jovem, Jay Baker, o pai de 32 anos de sua amiga, chegou à sua casa naquela noite solicitando sua ajuda com a filha. A garota entrou em seu caminhão e acompanhou Barker até sua casa. Quando lá chegou, ele a manteve em cativeiro.

Juntamente com Jason Lee Holby, de 31 anos, e Michael Samuel Powers, de 21, Barker a agrediu sexualmente durante 29 dias. Os três a mudaram de local várias vezes para não serem apanhados. Jasmine disse aos investigadores que Baker tentou matá-la em três ocasiões, uma vez tentando afogá-la na banheira, embora não tivesse a força necessária devido à sua paralisia cerebral.

No dia 5 de setembro, dois dos homens estavam transportando a garota em um sofá na parte traseira de um caminhão. Quando os homens foram a uma loja, Jasmine viu sua oportunidade e correu por sua própria vida. Quando ela não conseguiu encontrar ajuda em casas próximas, ela passou por um lago e acabou chegando à casa de Melchert.

Mirror

Os raptores andavam à sua procura, daí seu desespero por entrar no caminhão de Melchert. Nessa altura, o homem chamou a emergência e a ajudou. Depois disso, a polícia prendeu os três monstros que a raptaram. Powers confessou ter ficado duas semanas na residência de Baker e ter abusado da garota. Baker, por outro lado, admite o uso pesado de drogas e álcool, mas refuta qualquer acusação de abuso ou rapto.

Devido aos esforços de Melchert, o Departamento de Polícia de Alexandria lhe ofereceu uma recompensa de 7.000 dólares (22.198 reais / 5.914 euros). Esse era o dinheiro que a família de Jasmine oferecia a quem soubesse informações da jovem.

Mirror

Melchert, que se aposentou na semana passada, surpreendeu a todos quando entregou o cheque a Jasmine e lhe deu um grande abraço. “Foi a melhor coisa que já fiz”, disse Melchert. “Que presente de aposentadoria, entregar dinheiro para pessoas que realmente precisam”.

Compartilhe para homenagear esse homem incrível!

Fonte: Liftable

Facebook

Quer mais histórias? Click »