Esta menina de 17 anos está presa no corpo de um bebê. A causa é um mistério…

O nascimento de um bebê é sempre uma enorme dádiva para qualquer família. A maioria das pessoas diz para os pais aproveitarem a infância de seus filhos, pois ela passa num instante. Mas a filha desse casal será para sempre uma “criança”.

Pei Shan Teo era uma adolescente de 17 anos presa no corpo de um bebê. Quando nasceu, eles descobriram que ela tinha as articulações mais curtas do que os outros recém-nascidos. Depois de alguns exames, os médicos lhe diagnosticaram com Mucopolissacaridose tipo III.

Apesar dos profissionais de saúde não saberem a causa da sua enfermidade, uma coisa é certa: a doença afetou os ossos, órgãos e sistema nervoso central da garota, atrasando o crescimento de seu corpo.

Facebook - Pei Shan Tabitha
Facebook – Pei Shan Tabitha

Os pais de Pei Shan ainda se lembram do quão ansiosos estavam a preparar a chegada do bebê. Eles estavam prontos para acompanhar todo o processo de crescimento da filha. Mas, aos 3 meses, a garotinha parou de crescer…

Depois disso, foi um problema de saúde atrás do outro. “Cada vez que pensávamos que tínhamos superado um obstáculo, outro vento nos golpeava e voltávamos à montanha russa de sofrimentos e emoções”, relembra o pai Qi Kuan Teo.

Facebook - Florence Chew
Facebook – Florence Chew

Pei Shan, com 17 anos, tinha “gordurinha de bebê” e usava fraldas. Apesar de sua idade, ela era uma verdadeira criança. Para além disso, devido à sua capacidade pulmonar limitada, a menina tinha de usar sempre uma máscara de oxigênio.

“Nossa felicidade se transformou em desespero”, diz Teo. “Às vezes me perguntava, porque nós? O que é que eu fiz na minha vida anterior para ter de pagar essa dívida. No início, nós nos concentramos em tentar ultrapassar esta situação. Não houve tempo para pensar sobre qualquer outra coisa”.

Facebook - Pei Shan Tabitha
Facebook – Pei Shan Tabitha

Apesar de amarem muito a filha, os pais revelavam algum cansaço e exaustão por terem de cuidar da “eterna criança”. A mãe da garota até deixou seu emprego para se dedicar plenamente a Pei Shan.

“Fui para a cama e desejei não voltar a acordar na manhã seguinte… mas logo me recordava que isso seria muito irresponsável da minha parte. Minha mulher e minha filha teriam de se cuidar sozinhas”, relata Teo.

O homem era taxista, e o seu salário tinha de chegar para todas as contas, inclusive as despesas médicas, que eram tão elevadas que quase levaram a família à falência.

Facebook - Florence Chew
Facebook – Florence Chew

A mãe, Cheng Siew Chew, teve de se tornar muito sensível aos sons, para se assegurar de que a máscara de oxigénio Pei Shan estava sempre a funcionar bem.

“Eu podia ouvir o som da máscara que ela usava até quando estava no banheiro ou na cozinha”. “Mesmo que dissesse ‘mee’ (diminutivo de mãe), eu conseguia ouvir ela me chamando. Se ela fizesse qualquer movimento, eu ouvia. Mesmo se houvesse muito barulho em redor.”

Facebook - Florence Chew
Facebook – Florence Chew

Quando Pei Shan tinha dois anos, seus pais tentaram inscrevê-la em uma escola especial, mas ela contraia infecções sempre que saia de casa. Para além disso, os olhares de admiração das pessoas eram insuportáveis. “Alguns pais afastavam seus filhos, como se a minha filha fosse um monstro”, diz Sra Chew com tristeza.

Facebook - Florence Chew
Facebook – Florence Chew

Apesar das grandes dificuldades que teve de ultrapassar, Pei Shan tinha um espírito muito corajoso. “Às vezes, ela nos perguntava por que era diferente das outras crianças, e nós sempre lhe respondíamos que era por ela ser especial e única”.

A menina adorava desenhar e tocar piano. No ano passado, ela conseguiu concretizar um sonho: tocar piano em um concerto de caridade.

Facebook - Florence Chew
Facebook – Florence Chew

Infelizmente, a saúde de Pei Shan piorou dramaticamente em julho e ela morreu pacificamente no hospital, na companhia dos adorados pais.

Facebook - Pei Shan Tabitha
Facebook – Pei Shan Tabitha

Embora a sua vida não fosse fácil, Pei Shan sempre foi otimista e nunca desistiu dos seus sonhos. Ela é sem dúvida um exemplo para todos nós… Compartilhe se concorda!

Facebook

Quer mais histórias? Click »