Essa bebê chorava compulsivamente. Foi então que seus pais tiraram sua meia e viram ISSO em seu dedinho

Sem dúvida, um dos medos que atormentam qualquer pai é que seus filhos fiquem doentes. Embora, possamos dar todos os cuidados adequados com muito amor e carinho, às vezes existe circunstâncias que vão além do nosso controle. A verdade é que, quando algo acontece, não podemos deixar de sentir profunda aflição.

Foi precisamente o que sentiu Jessica Scott Walker, quando ela percebeu que a sua filha, que nasceu há sete semanas, teve uma febre alta sem saber porquê.

Molly parecia estar bem, mas quando seus pais descobriram o que era, uma condição mais comum do que parece, decidiram publicar a sua experiência no Facebook para alertar o maior número de pais possível.

Ao tirarem sua meia, viram isso em seus pezinhos:

12509386_10207180102852312_5058170700747505023_n
Facebook / Scott Walker

E aqui está o desabafo da mãe:

“A senhorita Molly nos deu um susto hoje. O que aconteceu foi novo para mim, mas aparentemente não é algo totalmente incomum, então eu percebi que seria importante compartilhar esta informação com outros pais. Nós estávamos almoçando quando a Molly começou a ficar irritadiça e a chorar – nada fora do comum.

Com o agito, ela começou a ficar super quente, o que levou o Jess a tirar suas meias. Foi quando vimos seu dedo do pé. Isso é chamado de ‘torniquete de cabelo’ e acontece quando uma mecha de cabelo, presa dentro de uma meia, inexplicavelmente se enrola em torno de um dedo do pé de maneira tão apertada que pode cortar a pele da criança, potencialmente cortando a circulação sanguínea.

Felizmente para Molly, ela tem uma mãe com superpoderes de emergência médica que foi capaz de remover o cabelo em poucos minutos, usando uma pinça e uma lupa. Esta foto foi tirada cerca de 45 minutos após o cabelo ser removido.

Infelizmente, o cabelo cortou a pele da Molly, mas poderia ter sido pior se tivesse ficado muito mais tempo lá sem tratamento ou se o cabelo não tivesse numa posição acessível.

O médico e disse para, no futuro, sempre verificar os dedos do pé, caso o bebê fique chorando sem parar por nenhum motivo aparente. Esta é uma informação útil para qualquer pai ou mãe ou alguém que cuide de uma criança.”

Se você for pai, mãe, tio, tia ou até mesmo sem filhos, não deixe de compartilhar essa postagem. Poderia ter sido muito pior e estará contribuindo para salvar uma vida!

Facebook

Quer mais histórias? Click »