Avós que cuidam dos netos são menos propensos a sofrer de demência e Alzheimer

Qual é o avô que não aprecia os momentos de qualidade passados ​​com os seus netos? Contar histórias, brincar ao ar livre, dar passeios… os avós que cuidam dos netos beneficiam destas atividades tanto quanto as crianças. Estas são ocasiões valiosas e, para além de construírem relacionamentos, também são boas para a saúde física e mental dos idosos.

Pexels
Avós que cuidam de netos apresentam melhores resultados cognitivos

Um estudo publicado no Journal of the North American Menopause Society revelou um estudo que confirma ainda mais essa ideia. 180 mulheres australianas, com idades entre 57 e 68 anos, fizeram parte desta investigação. Destas, 120 mulheres eram avós.

Ao analisarem os resultados, os investigadores descobriram algo impressionante. As avós que cuidavam dos seus netos uma vez por semana apresentaram melhor desempenho em testes cognitivos do que aquelas que não o faziam. Isso quer dizer que os cérebros delas tenderiam a envelhecer menos rapidamente. Para além disso, o declínio das funções cognitivas também ocorreria com menos rapidez.

Pexels

O estudo publicado em 2014 alerta, no entanto, para a moderação. Segundo o mesmo estudo, as avós que cuidavam dos netos 5 dias ou mais por semana apresentavam piores resultados cognitivos. Essas avós estavam sobrecarregadas e mostravam sinais óbvios de estresse. É preciso um meio termo em tudo!

A acrescentar a esta investigação, existem outros estudos que podem corroborar a teoria. Uma vida social ativa e interações enriquecedoras têm um efeito positivo na saúde geral dos idosos.

Pexels
Interações sociais são essenciais para os idosos

O Instituto Nacional do Envelhecimento afirmou que existe uma “forte correlação entre a interação social e a saúde e o bem-estar dos idosos”. Cuidar dos netos ajuda os idosos a permanecerem em melhor estado de saúde por mais tempo.

Em todo o mundo, especialistas em geriatria e psicologia de idosos incentivam os anciãos a participarem em atividades estimulantes para retardarem os sintomas de demência. Nada melhor do que a vivacidade da mente dos netos para manter a avó e o avô bem alerta!

Pexels

Acredita-se também que as relações intergeracionais são positivas para todas as gerações. Jovens e idosos têm muito o que aprender um com o outro! Avós, o que estão esperando para convidar os netos a passar um fim-de-semana na vossa casa? Compartilhem para que mais idosos possam conhecer este estudo.

Fonte: Trucs et Bricolages

Facebook

Quer mais histórias? Click »