A coreografia de dança desse casal é tão única que você nunca viu nada assim antes

Nunca devemos julgar ninguém pelas aparências, e ensinamos isso às crianças o tempo todo. No entanto, muitos de nós continuam tendo preconceitos para com as outras pessoas. Sam West também é confrontado com olhares e comentários cada vez que ele pisa uma pista de dança. Isso porque o homem de meia-idade ama dançar e, quando as outras pessoas olham para ele, pensam que não é capaz devido à idade. Mas a coreografia de dança que ele fez com a sua parceira provou a todos o contrário.

Apesar de ele ser um pouco mais velho que a companheira de dança, seus movimentos não ficam atrás, antes pelo contrário. A coreografia desses dois foi tão boa, que eles ganharam o primeiro lugar de uma competição chamada Grand Nationals Classic Classic.

Youtube – Bruce Gleason

Autumn Jones e Sam ganharam esse prémio no verão passado. Ganhar uma competição como essa é sem dúvida uma prova que ambos possuem talento e habilidade. Os dançarinos precisam de agilidade, força e coordenação, para além de muitas horas de prática. Apesar de não ser propriamente jovem, Sam é dedicado e fez o possível e o impossível para se sair bem na competição.

O trabalho duro deu frutos, e o público ficou impressionado com seus movimentos de dança. O casal se virou, pulou, girou e fez uma coreografia absolutamente impressionante. Eles dançaram energicamente ao som da música Pink Cadillac de Jerry Lee Lewis, e os espectadores deliraram. O número de Sam e Autumn foi tão popular que eles ganharam toda a competição!

Youtube – Bruce Gleason

Assista ao clipe do seu desempenho, que se tornou viral e foi visto mais de meio milhão de vezes. É sem dúvida uma alegria assistir a esses dançarinos maravilhosos.

Sam é a prova de que a idade é apenas um número. Com esforço e dedicação, nós conseguimos alcançar tudo aquilo que queremos, não importa se somos jovens ou de meia-idade.

Compartilhe com todas as pessoas mais velhas e talentosas que você conhece!

Fonte: Newsner

Facebook

Quer mais histórias? Click »