Carteiro bate na porta de mulher com 94 anos e ouve um grito fraco no interior. Então, ele arromba a porta e entra em sua casa

Dizem que tudo acontece por uma razão, e essa história é a prova disso. Uma mulher com 94 anos caiu em sua casa, e não conseguia chegar ao telefone para pedir ajuda. Tudo parecia perdido… mas, quando o carteiro bate na porta, a idosa fica com esperança que ele possa ser o herói por quem tanto esperava!

Josh Hefta é um carteiro que vive em Walsh County, Dakota do Norte. Enquanto estava fazendo sua rota usual, ele se deparou com uma situação muito grave. Logo que o homem se aproximou da casa de Alice Paschke, de 94 anos, ele percebeu que algo não estava certo.

WDAZ

A casa dessa senhora era uma das 162 áreas de entrega. Mas para Hefta, ela era especial. O carteiro se tornou amigo de Paschke, que vive sozinha em uma zona quase deserta. A doce mulher sempre ficava à espera do jovem com um lanche. Mas, depois de um tempo, a idosa deixou de conseguir caminhar até a caixa de correio.

Então, Hefta levava o correio diretamente para sua porta da frente. Num dia, o carteiro bate na porta da idosa, mas ela não responde… Ele ficou nervoso quando percebeu que Paschke não estava lá para o receber nem cumprimentar, e percebeu que algo estava errado.

WDAZ

Ele bateu novamente, e foi aí que ouviu um leve grito vindo de dentro. “Eu disse: ‘Entre, preciso de ajuda'”, conta Paschke. A mulher idosa havia caído há 20 horas atrás e não conseguia se levantar. Com seu telefone fora do alcance, ela sabia que a única pessoa que lhe poderia salvar era Hefta, que geralmente entregava seu correio às 12:45. E ela estava certa…

O carteiro quebrou a porta e entrou para resgatar a Paschke, que disse que pensava que “já estava no céu”. A idosa está muito agradecida, e diz que nunca vai se esquecer daquele homem bondoso. “Para o resto da minha vida, enquanto minha memória funcionar, eu vou me lembrar”.

WDAZ

O serviço postal em que o homem corajoso trabalhava resolveu recompensá-lo por sua bela atitude. Hefta recebeu um prémio que é conhecido como o mais alto nível de conquista para um carteiro! A sede do Serviço Postal em Washington DC quer ainda colocar o nome da Hefta no seu Muro dos Heróis.

Na cerimônia, realizada em um escritório de correios, o jovem teve a chance de se encontrar com o Paschke pela primeira vez desde o resgate. Após o incidente, Paschke começou a trabalhar em um centro de vida sênior, então a dupla já não se vê tão regularmente. 

WDAZ

Compartilhe se acha que deveriam existir mais pessoas como esse carteiro!

Fonte: Liftable

Facebook

Quer mais histórias? Click »