Cadela resgata filhote jogado na lixeira

É incrível como os animais conseguem se adaptar tão facilmente a novas situações. Esse é um daqueles relatos de histórias magnificas que nos fazem acreditar que o ser humano ainda pode aprender muito com os exemplos que os animais nos dão.

Ajudar alguém que está em necessidade é um dever moral, cívico e pessoal. Não podemos simplesmente ignorar aqueles que mais necessitam e foi isso que essa história nos veio ensinar. Sempre existe espaço para mais um!

Ao levar a filha à escola como é habitual, um policial percebeu que a cadelinha de sua vizinha estava revirando o lixo. Em seguida o animal retornou a casa, mas dessa vez ela tinha algo na boca. No começo o homem pensou que a patudinha estivesse carregando um gato ou outro animal morto, mas o que ela tinha na boca era um filhote de vira-lata que ainda estava vivo.

R7

Imediatamente o policial entrou em contato com Marco Antônio Rodrigues, protetor de animais na cidade e que se disponibilizou imediatamente para acolher o filhote. O passo seguinte foi pedir ajuda nas redes sociais. “Iniciei uma campanha no Facebook para procurar uma cachorra que pudesse amamentá-lo e no mesmo dia encontramos uma”, contou Marco Rodrigues.

Charles Chaplin foi o nome que deram à cria. O relevo de seu bigode fez com o nome surgisse naturalmente. Ele ganhou uma nova casa do outro lado da cidade, com sua nova mamãe Lupi, uma vira-lata que há poucos dias tinha tido filhotes. Agora Lupi amamenta mais um pequenote!

R7

“O Chaplin está bem, ainda respira devagar, mas está sendo bem cuidado, está mamando e tomando antibiótico”, explicou Marco.

Que história linda! Os animais são realmente carinhosos uns com os outros!

Facebook

Quer mais histórias? Click »