Cadela implora por comida na rua mas não come. O motivo faz todos chorarem

Desde de sempre ouvimos relatos de animais que fazem coisas extraordinárias. Os cachorrinhos mais especificamente, são aquele tipo de animais que mesmo sem treino são capazes de salvar vidas através de seus sentidos tão apurados.

A fome, o abandono e os maus tratos podem levar as pessoas e os animais a fazerem coisas inesperadas. Todos nós sabemos qual é a sensação de ter fome. Após algumas horas sem comer, devido ao estresse diário, sentimos nosso corpo com menos energia, tonturas e um aperto no estômago.

E se seu filho estivesse com muita fome e você não tivesse como satisfazer essa necessidade básica, o que faria?

Esse é o exemplo daquilo que uma mãe é capaz de fazer por seus filhos!

Passava um homem pelas ruas de Bangkok, na Tailândia, quando ele enxergou uma cadelinha que vagava pelas ruas, determinada em encontrar algo para comer. Ao ver aquele desespero, o homem não pode ficar indiferente, foi então que decidiu oferecer um pedaço de carne para a patudinha.

Youtube - news reports
Youtube – news reports

Ao contrário daquilo que todos nós poderíamos esperar, o animal não devorou a comida. Ela pegou o pedaço de carne e correu feliz em direção a um mercado de rua na localidade. Intrigante, não é mesmo? O que levaria a cachorrinha a não comer, quando se via perfeitamente que ela estava faminta?

De câmera na mão, o morador seguiu curioso os passos da peluda. Parecia não ter fim aquele trajeto. Por fim, o bicho entrou em uma garagem completamente abandonada. Finalmente o pedaço de carne teve destino… Essa menina faminta, era na verdade uma mamãe canina que abdicou de comer, para poder alimentar suas quatro crias.

Ao sentir a presença do homem, uma das crias correu para o homem, como quem agradece.

Não se sabe se alguém adotou os animais ou se pelo menos os alimenta. Sabemos sim, que este foi um lindo momento em que esta cadela demonstrou o significado de instinto materno.

Tocante? Sem dúvida, uma coisa que qualquer mulher que se sinta mãe, faria!